Cena Política

Morando no vale-tudo para ser vice de Garcia




Em São Bernardo, toda classe política sabe que o prefeito Orlando Morando (PSDB) trabalha intensamente nos bastidores para se viabilizar como vice na potencial candidatura a governador de Rodrigo Garcia (PSDB), atual vice-governador paulista e secretário de Governo de João Doria (PSDB). Morando tem participado da maioria dos eventos de Garcia, mas sua cartada é a proximidade com Doria, que trata o prefeito de São Bernardo como “Orlandinho”. Não à toa o tucano viajou com Doria para agendas no Centro-Oeste para falar com tucanos em Goiás e Mato Grosso. Há algumas semanas, sabedor que Garcia quer ter o MDB como vice – até pelo compromisso na Capital, onde Bruno Covas (PSDB, morto em maio) escolheu Ricardo Nunes (MDB) como parceiro de chapa –, Morando foi conversar com o ex-presidente da República Michel Temer (MDB).

BASTIDORES

Bancada regional
A votação sobre a adoção do modelo distritão para a eleição do ano que vem uniu a bancada do Grande ABC na Câmara Federal. Alex Manente (Cidadania) e Vicentinho (PT), ambos de São Bernardo, foram contrários à proposta. Mas os dois se dividiram acerca da volta das coligações proporcionais. Alex foi contra o retorno da modalidade de aglutinação de forças partidárias no pleito. Vicentinho consentiu com o retorno das coligações.

Clima quente – 1
Em São Caetano, o clima está bem quente nos bastidores e faíscas dessa alta temperatura têm escapado para olhos públicos. Na semana passada, a ex-secretária de Saúde Regina Maura Zetone (PSDB) publicou imagem enigmática, mas que muitos interpretaram como recado claro ao prefeito Tite Campanella (Cidadania), justamente quem a exonerou da função que estava desde 2017, nomeada pelo ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). Na postagem em redes sociais, ela coloca uma foto de uma parede bem feita, com a legenda “empresa com líder”. Ao lado, uma parede com serviço bem questionável e a legenda “empresa com chefe”. “Constatações diárias”, citou a tucana.

Clima quente – 2
O troco veio com Silmara Galeskas, que por anos foi assessora no gabinete de Tite Campanella (Cidadania) na Câmara de São Caetano e que agora atua como assessora na Secretaria de Cultura. Também nas redes sociais, disse que na cidade há “puxa-sacos do cassado”, em clara referência ao ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que teve os votos anulados pela Justiça Eleitoral em São Caetano e que busca reverter o episódio no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Clima quente – 3
O vereador Marcel Munhoz (Cidadania), de São Caetano, publicou foto ao lado do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), em meio à instabilidade política na cidade. “Relembrando as épocas de campanha eleitoral, precisamente no ano passado, ao lado do sempre prefeito Auricchio.” 

Comentários


Veja Também



Voltar