Cultura & Lazer

Ribeirão Pires promove mudança de sede da Biblioteca Municipal




A SEJEL (Secretaria de Juventude, Esportes, Lazer, Cultura e Turismo) da Prefeitura de Ribeirão Pires deu início à instalação da Biblioteca Municipal Olavo Bilac em nova sede. A ação visa garantir local adequado ao acervo – limpo, ventilado, e organizado, bem como garantir melhoria nas condições de trabalho dos servidores da unidade.

Todo acervo passou por triagem, realizada por profissional especializado (bibliotecária efetiva), seguindo o Plano Nacional do Livro e Leitura. O acervo generalista da Biblioteca Olavo Bilac está sendo realocado no mezanino do Pavilhão de Eventos do Parque Oriental – Milton Marinho de Moraes (Rua Major Cardim, 3100 – Estância Noblesse). A nova sede além de mais adequada, garante todas as exigências de acessibilidade e segurança – elevador, extintores e bombeiros civis.

O parque também já está sediando o Ponto de Leitura na Casa do Origami, com livros de leitura livre, voltados ao público infanto-juvenil, disponível a todos visitantes e moradores.

Todos os livros de conteúdo especializado em artes – dança, música, artes plásticas, teatro, literatura, poesia, entre outras linguagens, foi separado e será realocado na sede da Escola Municipal de Artes e Pinacoteca, criando mais um ponto de atendimento da Biblioteca Municipal Olavo Bilac na cidade.

“A descentralização do acervo da biblioteca é uma nova proposta feita pela gestão Clóvis Volpi. Além de proporcionar locais mais adequados para acomodação do acervo e qualidade de trabalho aos funcionários, a medida também aproxima os públicos e enriquece o estudo, como é o caso, da realocação do acervo especializado em diferentes linguagens artísticas à Escola Municipal de Artes”, explicou o secretário da SEJEL, Claurício Gonçalves Bento.

“O transporte dos livros foi feito de forma segura, com todo zelo, em uma força-tarefa entre os funcionários da secretaria. A nova proposta visa, principalmente, melhorar condições de trabalho e de atendimento ao público, já que a biblioteca municipal estava alocada de forma irregular na sede do Teatro Municipal Euclides Menato. O acervo e as estantes estavam em risco por conta de infiltrações no local, não havia espaço adequado, os funcionários estavam abandonados e sem condições de realizar um bom trabalho”, finalizou.

Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários


Veja Também



Voltar