Memória

O trem que vai, o trem que vem. Aquela troca de olhares. Começa uma linda história de amor




“Repito o que afirmei sempre: o espaço – Memória – é o local de encontro de amizades. Cavoucamos o passado e sempre nos encontramos e tecemos histórias”.

Alexandre Takara, professor, o que inspirou mais esta linda história a emoldurar a memória do Grande ABC.

Santo André, Utinga, São Caetano, Ipiranga, Mooca... Lá vai a composição da Santos-Jundiaí. Numa das viagens, o primeiro olhar. Sucedem-se as viagens diárias, em direção a São Paulo. Solteiros e felizes, Ivo Fattore e Mercedes Fernandes começaram a namorar. Uma data: 18 de maio de 1952.

Veio o casamento, em 1959, numa história ontem aqui relatada pelo senhor Ivo, que datilografou as lembranças e fez questão que a esposa Mercedes assinasse com ele. Documento histórico.

Uma leitura de sempre: Diário do Grande ABC, desde os tempos do News Seller – quando do casamento, o NS nem havia completado um ano, como escrevemos ontem.

Uma lembrança: em 1968, quando o semanário virou diário, a empresa pediu aos leitores que sugerissem um novo nome. Nascia o Grande ABC.

Sr. Ivo e Dona Mercedes leem o Diário todos os dias, na versão impressa, ele com quase 91 anos, ela com 87.

Por fim, uma lembrança a mais: o Diário, nos anos 70, fez uma promoção. Ofertou aos filhos dos assinantes uma sessão de fotos.

Algumas das fotos foram emolduradas em quadros. Estão na parede da casa dos nossos personagens. “Outro dia poderei tirar uma foto e enviar à Memória”, promete a filha Bete. Aguardamos para ilustrar mais este momento da história dos Fattore/Fernandes e do Diário do Grande ABC, 63 anos informando e formando gerações.

SR. IVO
15-8-1930 – O nascimento em Araraquara, interior de São Paulo.
1936 – Vem para São Paulo, dois anos após ter perdido o pai.
O trabalho – Fábrica de vidros, lapidação de cristal, atacadista Paula Souza.
1953 – Aprovado em concurso público, São Caetano. E passa a trabalhar no IAPI (Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários).
1983 – A aposentadoria, como administrador de empresas.

DONA MERCEDES
27-2-1934 – O nascimento em Santa Cruz do Rio Pardo, Interior de São Paulo.
1941 – Aos 7 anos, sua família muda para Santo André.
O trabalho – Solteira, trabalha em uma empresa chamada A Spacagna; atua como datilógrafa na Editora Pini e na fábrica Tognato, em São Bernardo.

A FAMÍLIA
Filhas: Roseli e Elisabete.
Genros: Antonio Carlos Patrizzi e Roberto Hideo Hirano.
Netos: Gregory, Lucas, Leonardo e Gabriel.
Filhas, genros e três netos cursaram universidade.

Santos do dia
Petronilla. Viveu no século I. Invocada contra a febre
São Félix de Nicósia
Camila Batista da Varano

Diário há meio século
Domingo, 30 de maio de 1971 – ano 13, edição 1549
Data – O Diário do Grande ABC iniciava a distribuição aos filatelistas de envelopes especiais para aplicação do carimbo comemorativo ao seu 13º aniversário.
Religiosidade – Nesta data, em 1971, era lançada a pedra fundamental da igreja Santa Joana D’Arc, na Vila Vitória, em Santo André.

Hoje
Dia Internacional da Aeromoça
Dia do Comissário de Bordo
Dia Mundial das Comunicações Sociais
Dia Mundial de Combate ao Tabagismo

Municípios brasileiros
Aniversariantes de 31 de maio: em Pernambuco, Afrânio; no Rio Grande do Sul, Campinas do Sul, Feliz, Muçum, Nonoai; na Bahia, Irecê; em Goiás, Jataí; em Minas Gerais, Juiz de Fora, Lamim, Santa Vitória, São Gonçalo do Sapucaí; em Alagoas, Limoeiro de Anadia, Piaçabuçu; no Amazonas, São Paulo de Olivença.
 

Comentários


Veja Também



Voltar