Contexto Paulista

Projeto na Assembleia fatia o Estado em mais regiões




O governo paulista tem promovido audiências públicas para debater a criação de novas regiões no Estado, o que vai reconfigurar o mapa atual. Estudo da Secretaria de Desenvolvimento Regional prevê a regionalização para São Paulo com ao menos 36 áreas divididas entre regiões metropolitanas, aglomerados urbanos e microrregiões. Já foram realizadas audiências públicas em São José do Rio Preto, Piracicaba, Tupi Paulista (região da Nova Alta Paulista) e Araçatuba.

Nova divisão
Estão previstos aglomerados urbanos em Presidente Prudente, Marília, Central e Bauru. As audiências ainda serão agendadas. Outros encontros que ocorrerão são relativos às futuras regiões Mogiana, Presidente Venceslau, Assis, Avaré, Itapeva, Botucatu, Jaú, Catanduva, Araraquara, Lins, Bragantina, Ourinhos e Penápolis.

Rio Preto metropolitana
Na semana passada, o governo estadual encaminhou para a Assembleia Legislativa projeto para criação da Região Metropolitana de São José do Rio Preto, formada por 35 municípios. O texto entrará para análise das comissões de Constituição, Justiça e Redação; Assuntos Metropolitanos e Municipais; e Finanças, Orçamento e Planejamento. Até o final de junho ele deve seguir para discussão e votação final dos parlamentares. A expectativa é de que até o final do ano a Região Metropolitana de Rio Preto já esteja implantada.

Aglomerado Urbano dos Grandes Lagos
Nesta sexta-feira (28/5), uma audiência realizada em Votuporanga, no noroeste do Estado, discutiu a criação de um novo aglomerado urbano envolvendo Fernandópolis, Jales e Votuporanga e outros 45 municípios, com uma população de quase 500 mil habitantes. O presidente da Assembleia Legislativa, Carlão Pignatari (PSDB), que tem base eleitorial na região Noroeste do Estado, esteve presente.

As mexidas no mapa
As últimas divisões criadas no Estado de São Paulo são as seguintes:
? Em 2018 foi criada a Aglomeração Urbana de Franca;
? Em 2016 foi criada a Região Metropolitana de Ribeirão Preto;
? Em 2016 o município de Itapetininga foi incorporado à Região Metropolitana de Sorocaba;
? Em 2015 foi alterada a composição da Aglomeração Urbana de Piracicaba, sendo incorporado Laranjal Paulista;
? Em 2014 foi criada a Região Metropolitana de Sorocaba;
? Em 2014 foi alterada a composição da Região Metropolitana de Campinas, sendo incorporado a ela o município de Morungaba;
? Em 2014 foi criada a Região Administrativa de Itapeva;
? Em 2012, foi criada a Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte.

Vem aí os distritos turísticos
A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo encerrou quarta-feira (26/5) a etapa de discussão do projeto que cria distritos turísticos no Estado de São Paulo e incorpora a logomarca "SP pra Todos" aos materiais de promoção turística. A proposta está pronta para ser votada em sessão extraordinária, ainda sem data definida. Para a criação dos distritos turísticos, o governo do Estado vai considerar áreas territoriais que tenham relevância paisagística, natural, arquitetônica, histórica, cultural ou étnica; complexos de lazer ou parques temáticos; praias; e potencial para o desenvolvimento do turismo nacional ou internacional.

Ampliação econômica
O Projeto de Lei 723/2020, enviado pelo Executivo, visa ampliação econômica ligada ao turismo; o desenvolvimento da economia local, com geração de emprego e renda; o fortalecimento da competitividade do turismo de São Paulo; e a melhoria de infraestruturas por meio de investimentos públicos e privados.

Regiões bem visitadas
Segundo o Anuário Estatístico de Turismo 2020, desenvolvido pela Coordenação-Geral de Dados e Informações do Ministério do Turismo, o Estado de São Paulo é o que mais recebeu turistas internacionais no Brasil. Cerca de 2,3 milhões de pessoas vindas do exterior visitaram o Estado em 2019.

Serra Azul e ecoturismo
Se aprovado, o texto possibilitará a criação do distrito da região do Serra Azul, que reúne os municípios de Itupeva, Jundiaí, Louveira e Vinhedo. Com cerca de 10 milhões de visitantes ao ano, a região de Itupeva abriga os parques Hopi Hari, Wet n'' Wild e os shoppings Outlet Premium e Serra Azul. "A região de Itupeva já é um distrito de fato, mas ainda não tem uma organização nesse sentido”, afirma o secretário Vinicius Lummertz . “É preciso ordenar para permitir que os empreendimentos venham. Teremos aqui um polo mundial de turismo na prática”. E antecipa: “Temos outras regiões de grande potencial, como o Vale do Ribeira, por sua vocação para o ecoturismo".

Mais dinheiro
O governo estadual anunciou a assinatura de convênios com 140 Municípios de Interesse Turístico (MITs) no valor de R$ 50,4 milhões. Os recursos serão utilizados para obras e melhorias de infraestrutura das cidades.

Investimento em Osasco
A rede varejista Magazine Luiza vai instalar em Osasco sua central de operações na Região Metropolitana de São Paulo. A estrutura ficará no Complexo Sanca Galpões, próximo ao RodoAnel. Segundo o prefeito Rogério Lins, serão criados 2 mil empregos no conjunto. (Diário da Região, Rede APJ). 

Comentários


Veja Também



Voltar