Internacional

Rússia vai oferecer doses à Unicef para vacinar 110 milhões de pessoas




A Rússia assinou um acordo para fornecer ao Fundo Internacional de Emergência das Nações Unidas (Unicef), doses suficientes de sua vacina Sputnik V contra a covid-19 para imunizar 110 milhões de pessoas. O anúncio foi feito hoje pelo Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF), que comercializa a vacina internacionalmente.

A aquisição e entrega da vacina ainda está sob aprovação da Organização Mundial da Saúde (OMS). O RDIF espera uma decisão em breve.

Com o avanço da campanha de imunização, os casos de covid nos Estados Unidos caíram mais de 50% desde o início de maio. Segundo a CNBC, o país registra em média 1,7 milhão de vacinas diárias aplicadas.

A média diária de contagens de casos da covid nos Estados Unidos está em menos da metade do nível registrado no início de maio, mostram dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. O país reportou uma média de 23.407 novas infecções por dia na semana passada, abaixo dos cerca de 49.600 em 1º de maio, uma queda de 53%. A contagem de casos não tem sido tão baixa desde junho de 2020.

Já a média de mortes diárias por covid nos últimos sete dias é de 571 óbitos, de acordo com dados da Johns Hopkins.

Os Estados Unidos ainda lideram como o país com maior número de contaminações e óbitos. Desde o início da pandemia, foram registrados 33.195.357 infecções e 592.501 mortes no país.

Hoje, o presidente Joe Biden disse que vai lançar um relatório detalhando as conclusões da comunidade de inteligência dos Estados Unidos sobre as origens da covid-19. De acordo com o The Guadian, Biden ordenou que a comunidade de inteligência dos país "redobrasse" seus esforços no estudo das origens do coronavírus. Segundo Biden, ele vai continuar a pressionar para que a China participe de uma investigação completa.

Comentários


Veja Também



Voltar