Setecidades

Sete cidades registram o maior número de mortes desde 23 de abril




Com 57 falecimentos por Covid, o Grande ABC registrou ontem o maior número de mortes desde o dia 23 de abril, quando as cidades registraram o recorde da pandemia, com 78. Os novos óbitos foram informados por São Bernardo (18), Santo André (17), Ribeirão Pires (11), Diadema (sete), São Caetano (três) e Mauá (um). No total, 7.538 pessoas já perderam a vida para a doença na região.

Em relação aos diagnósticos positivos, foram informados ontem mais 650 infecções, com isso o total chegou a 187.215. Destes, 172.322 estão recuperados da enfermidade.

As sete cidades aplicaram, juntas, 9.557 vacinas ontem, sendo 6.105 referente à primeira dose e 3.452, à segunda. 

ESTADO

São Paulo continua apresentando tendência de alta no número de casos e mortes por Covid. Entre terça-feira e ontem foram registrados mais 16.788 pessoas infectadas e 747 óbitos, com isso, são 3.129.412 e 105.852 óbitos desde o início da pandemia. Entre o total de casos, 2.812.192 tiveram a doença e já estão recuperados.

Até ontem havia 22.112 pacientes internados no Estado, sendo 10.129 em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e 11.983 em enfermaria.

BRASIL

De acordo com informações do Ministério da Saúde, foram registrados entre terça-feira e ontem mais 79.219 contaminados e 2.641 mortes de Covid. Com isso, os números totais chegaram a 441.691 falecimentos e 15.812.055 pessoas infectadas, sendo que, destes, 14.330.118 estão recuperados.

Ainda há 3.728 mortes em investigação. O termo é empregado para designar casos em que um paciente morre, mas a causa segue sendo apurada após a declaração do óbito.

Comentários


Veja Também



Voltar