Política

Paulo Serra decreta luto em Santo André




O prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), decretou luto de três dias na cidade em decorrência da morte do prefeito da Capital, Bruno Covas (PSDB), vitimado pelo câncer neste domingo (16).

Natural de Santos, no Litoral, Bruno Covas era cidadão andreense desde agosto de 2018, quando recebeu o título honorário da cidade na Câmara de Santo André. Na época em que recebeu a condecoração, idealizada pelo hoje presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), Covas havia acabado de herdar a prefeitura paulistana - eleito vice-prefeito na chapa do hoje governador João Doria (PSDB), assumiu o cargo com a renúncia do titular, que se preparava para disputar o governo do Estado.

A cerimônia que homenageou Covas na Câmara andreense contou com a presença dos prefeitos Paulo Serra, Orlando Morando (PSDB, São Bernardo) e do ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB, São Caetano), além de lideranças políticas da cidade.

O título de andreense foi entregue, segundo o legislativo, pela atuação de Bruno Covas na área de meio ambiente, "em especial na revitalização e entrega do Parque Estadual Chácara da Baronesa, que ,beneficiou a população andreense com uma importante área de preservação ambiental com 340 mil metros quadrados e que estava há muito tempo abandonada. Após a revitalização, foram implantadas grandes melhorias no parque, como a construção de quadra poliesportiva, campo de futebol, parquinho, academia ao ar livre e sanitários, além de contar com vigilância patrimonial 24 horas". Covas foi secretário estadual de Meio Ambiente na gestão do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB). 

Comentários


Veja Também



Voltar