Setecidades

Exclusivo para Covid, Hospital de Urgência comemora um ano




Um dos principais equipamentos de saúde com atendimento exclusivo para pacientes com Covid do Brasil, o Hospital de Urgência de São Bernardo completa um ano desde que foi inaugurado com pompa e com a presença do governador João Doria (PSDB). No total, o equipamento, que custou cerca de R$ 200 milhões – sendo R$ 25 milhões do governo federal, R$ 20 milhões do governo do Estado e o restante de responsabilidade do município –, está equipado com 89 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 170 de enfermaria e conta com cerca de 1.500 funcionários.

De acordo com informações divulgadas pela Prefeitura, desde que abriu as portas o hospital salvou, em média, dez pacientes que estavam contaminados com o novo coronavírus por dia. Ontem, de acordo com dados da plataforma SP Covid Info Tracker, gerida por pesquisadores da Unesp (Universidade Estadual Paulista), da USP (Universidade de São Paulo) e do Cemeai (Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria), 62 pessoas estavam internadas nos leitos de emergência do equipamento e outros 66 pacientes ocupavam as vagas da enfermaria.

O prefeito Orlando Morando (PSDB) visitou ontem o Hospital de Urgência e cumprimentou os funcionários pela marca alcançada. Na avaliação do tucano, valeu a pena ter destacado o centro médico apenas para casos de Covid. “Quando inauguramos o equipamento, dobramos a capacidade de atendimento hospitalar para pacientes de Covid-19 no município e ninguém ficou sem leito, até o momento, inclusive pacientes de outras cidades”, relatou Morando.

SUPERAÇÃO
Dentre as muitas vidas salvas no hospital, a história de Adelaide Nascimento de Souza, 62 anos, é especial. A paciente foi uma das que permaneceram por mais tempo sob os cuidados da equipe do equipamento, com 84 dias de internação. A filha, Jussara de Souza, relata a emoção no momento da alta.

“Ela foi uma guerreira, passou 21 dias entubada, teve muitas complicações, voltou para a UTI por duas vezes, depois de ter ido para a enfermaria. Não fosse a dedicação e o cuidado de todos os profissionais de saúde, poderia não tê-la aqui comigo hoje, então nossa família só tem a agradecer, por eles, e pela saúde da minha mãe”, descreveu Jussara.

O hospital atendeu ainda Valentina Silva da Cruz, de apenas 1 ano, que precisou de internação devido à baixa saturação. A mãe, Marta, agradeceu pelo tratamento da filha. “ A estrutura do hospital é maravilhosa, quando me informaram que ela teria que ficar internada não me preocupei, porque vi o cuidado com que ela já estava sendo atendida por toda equipe”, contou Marta.

Comentários


Veja Também



Voltar