Confidencial

São Bernardo FC de Campinas?




Nas redes sociais, o perfil @CornetaCaipira, que fala no Twitter sobre o futebol do Interior do Estado utilizando bom humor, há tempos faz uma brincadeira na qual ironiza os times que levam o nome de uma cidade ou são originários de um município, mas mandam jogos em outros. Os exemplos mais clássicos corriqueiramente citados são o “Atibaia de Americana” e o “Oeste de Barueri”. No primeiro caso, o Falcão não tem estádio em condições de receber jogos da Série A-2 e vinha mandando suas partidas no Décio Vitta. Já o Rubro-Negro, originalmente fundado em Itápolis, mudou-se para a Região Metropolitana e faz uso da Arena Barueri. E pelo andar da carruagem eles deverão passar a brincar também com um time do Grande ABC e adotar o “São Bernardo FC de Campinas”. Isso porque o Tigre vem utilizando o Estádio Brinco de Ouro, casa do Guarani, para mandar seus jogos no Campeonato Paulista da Série A-2.

Inicialmente a diretoria havia alegado que o motivo era a má condição da grama do 1º de Maio. Depois que o conterrâneo EC São Bernardo fez o trabalho de manutenção e arrumou o campo, os dirigentes do Tigre encontraram outros motivos para seguir jogando em território campineiro: por não ter presença de público, pelo bom relacionamento com o Bugre (que há anos também é parceiro da Magnum) e pelo bom estado do gramado do local, que é estrategicamente mais perto de Atibaia, onde fica o centro de treinamento no qual o São Bernardo FC se hospeda e trabalha. Os aurinegros ressaltam que se houvesse público nas arquibancadas, voltaria a jogar em casa, mas não vejo esta como uma argumentação muito válida. Afinal, o time é de São Bernardo e ponto. Tanto que leva o nome e o mapa da cidade em seu brasão. Nas redes sociais, cada dia mais os torcedores vêm questionando essa decisão de seguir mandando jogos em Campinas, o que afasta ainda mais o Tigre da cidade, independentemente da compra de área para construção do CT no antigo acampamento dos engenheiros, na Estrada dos Alvarenga, às margens da Represa Billings – revelada com exclusividade por este Diário.

Enquanto isso, aos trancos e barrancos o time comandado por Ricardo Catalá (treinador que perdeu a unanimidade junto à torcida) vai se mantendo no G-8 da Série A-2 e pode garantir amanhã, se vencer a Portuguesa Santista, no Ulrico Mursa, a classificação para as quartas de final.

DESPEDIDAS
A Covid-19 levou uma figura que era presença certa nos jogos do São Bernardo FC. O jovem Victor Makoto, de apenas 24 anos, integrante da uniformizada Febre Amarela, é mais uma vítima do terrível vírus. Não escondia a paixão pelo Palmeiras, mas a dividia com o que sentia pelo Tigre. Cerimoniário no Santuário Nossa Senhora Aparecida na Pauliceia, onde cresceu como coroinha, recebeu enxurrada de homenagens nas redes sociais, inclusive do próprio clube. Quem também se recordou e lamentou a partida do fã foi o ex-goleiro e atual gerente de futebol Daniel Flumignan. Outra perda sentida será a do colega jornalista Fernando Caetano, ex-Fox Sports e ESPN Brasil. Uma parada cardíaca o levou precocemente no domingo, aos 50 anos. Duas eram suas principais características: a boa informação e o sorriso que sempre o acompanhava. Das vezes que nos cruzamos em corredores de estádios e coberturas esportivas, estava sempre sorrindo. E é essa a imagem que fica dele. Meus sentimentos às famílias do Makoto e do Fernando.

BOA IMPRESSÃO
A estreia do Santo André na Liga Nacional de Futsal, domingo, contra o atual campeão Sorocaba, mostrou que o Ramalhão não chegou para ser apenas um mero participante da competição. Apesar dos desfalques de Leandrinho, Serginho Paulista e Thiago Cabeça, três das peças do elenco, aqueles que estavam aptos para a partida deram conta do recado. Destaques para os já identificados Ronaldinho e Xaropinho, este que mandou inclusive uma bola na trave, além de boas defesas do goleiro Caio. Fatalmente um erro de Ton na saída de bola gerou o gol de Sinoê, único da partida e que decretou o triunfo sorocabano.

Quem pôde fazer sua estreia, jogando como goleiro linha, foi o youtuber Lucaneta. Inclusive foi dele a última finalização do jogo, na qual teve a chance de empatar a partida, mas acabou errando o alvo. Junto do colega das telinhas Henry Japa, eles são os reis da resenha fora de quadra. No sábado, véspera da partida, fizeram uma transmissão diretamente do hotel onde a delegação andreense estava hospedada. Depois de conversar com os fãs, começaram a passar trotes para os colegas de time. Até que, em certo momento – ao que parece – um hóspede se incomodou com o barulho que a dupla e os demais atletas estavam fazendo nos corredores e passou a gritar. Ameaçou até chamar a polícia. Prontamente a transmissão foi interrompida, em meio a risos. Muito bacana ver os bastidores do dia a dia e a realidade da equipe nessas lives e também no canal Consagrados do Youtube, na websérie A Consagração. Vale a pena. 

Comentários


Veja Também



Voltar