Setecidades

Homem é preso pela GCM após agredir diretor de escola em Ribeirão




Atualizada às 21h23

A GCM (Guarda Civil Municipal) de Ribeirão Pires prendeu, na tarde de ontem, Natan Willian Pereira Barbosa, 28 anos, acusado de invadir a EE (Escola Estadual) Marisa Afonso Salero, no Jardim Verão, e agredir a pauladas o diretor da instituição, Adimilson Courbilly.

Conforme a ocorrência registrada pela polícia, a vítima tentou apaziguar uma discussão que havia começado do lado de fora da escola entre Barbosa e uma terceira pessoa – que não foi identificada –, quando começou a ser agredido pelo acusado, que também danificou o veículo do diretor da escola.

Segundo testemunhas, durante a discussão com o diretor, que tentava conter Barbosa, o acusado teria saído de perto, encontrado um pedaço de madeira, voltado e invadido a escola para realizar as agressões. Ainda de acordo com os depoimentos, Barbosa é ex-aluno e não tinha histórico de problemas com funcionários da unidade.

Conforme a GCM, os agentes chegaram ao local quando Barbosa ainda estava no endereço e, sem demonstrar resistência, ele foi levado pelos guardas para o 1º DP (Centro) de Ribeirão Pires, onde o delegado deu voz de prisão e registrou a ocorrência como lesão corporal, deixando o homem à disposição da Justiça.

Em depoimento, Barbosa confessou que teria agredido o diretor da escola e um outro homem, além de ter afirmado ser usuário de drogas, assumindo ainda ter feito uso de crack, maconha e álcool pouco antes de iniciar a briga.

“Recebemos a informação do ocorrido na escola e rapidamente deslocamos a guarnição que estava mais próxima do local. Chegando lá encontramos um rapaz violento e aparentemente alterado. Nossos guardas conseguiram rendê-lo e efetuaram a prisão”, explicou o comandante da guarda civil de Ribeirão Pires, Sandro Torres.

Segundo a corporação, Barbosa chegou até o pátio da escola, onde havia crianças, já que a unidade estava em horário de aula. No entanto, nenhum dos alunos foi atingido pelo agressor.

O diretor da unidade educacional, porém, recebeu um golpe na cabeça e, embora tenha ficado com escoriações, não sofreu lesões graves. O educador foi levado para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Luzia, passou por atendimento, fez exame de raio-X e foi foi liberado em seguida.

Comentários


Veja Também



Voltar