Memória

Espiga, Biriba e Gabiroba. E com vocês, João Gava, ano 108




“Se eu passar por esta (o coronavírus), vou chegar aos 110 anos de vida.”

João Gava, em entrevista ao jornalista Dérek Bittencourt (Diário, 20 de abril de 2020).

Ah, se eu fosse prefeito de São Bernardo, Diadema, Santo André, Ribeirão Pires ou Santos publicaria um livro com as memórias de João Gava.

Pois João Gava nasceu em São Bernardo – no bairro dos Meninos –, passou a infância e adolescência em Diadema (Vila Conceição), morou e trabalhou no Centro de São Bernardo (bom marceneiro que é, até hoje), viveu a fase áurea do Santos FC, do tempo do Pelé, quando virou torcedor do Peixe, fabricando móveis sob medida para o próprio Pelé e companhia; morou em Santo André, no Corredor Polonês (entre Santo André e Ribeirão Pires), onde podia pedalar à vontade à beira da Represa Billings.

E hoje, aos 108 anos, João Gava resguarda-se da Covid 19, em Santos, onde constrói caminhõezinhos de madeira que distribui – sem nada cobrar – aos meninos do bairro.

E enquanto Morando, Filippi, Serra, Volpi e Rogério, de Santos, não publicam o tão sonhado livro de memórias de João Gava, Memória, privilegiadíssima, vai dando em primeira mão ‘pitacos’ tirados dos manuscritos dele, João Gava, que se acumulam no Banco de Dados do Diário.

FALA ‘SEO’ JOÃO
Começamos com os personagens que dividem o título da página de hoje com aniversariante João Gava. Espiga, Biriba e Gabiroba. Palhaços do circo que era armado no Largo do Governo, ao lado do campo do Palestra, hoje Praça Lauro Gomes.

Não muito distante do Largo do Governo, o curtume do Cardamone, à beira do Rio dos Couros, hoje Ribeirão dos Meninos, na Rua Padre Lustosa, onde depois foi instalado o Mercado Municipal.

Por anos lidando com couro, o curtume foi motivo de queixa: poluía o ribeirão, matava os peixes, sujava a água usada pelas mulheres que ali lavavam roupa. E o curtume foi fechado. Nem tanto pelas queixas, mais por uma desavença e por uma bomba que se transformou em desastre e que por pouco não ocasionou vítimas mais graves.

Um personagem: João Cavinato, o João da Ponte. Tinha bar e restaurante à beira do Rio Grande – daí o apelido do dono. Quem vinha de Santos ou de São Paulo, cruzava a Rua Marechal Deodoro, seguia pelo Caminho do Mar e atravessava a ponte do rio, avistando o estabelecimento. Muitos aí faziam as suas refeições.

O bar e restaurante de João da Ponte desapareceram quando da formação da Represa Billings. E Memória já publicou fotos interna e externa da casa, que reservaremos para ilustrar capítulo, quem sabe, do futuro livro de João Gava.

Com a palavra, os senhores prefeitos de São Bernardo, Diadema, Santo André. Ribeirão Pires e Santos.

João Gava, Deus o abençoe. Não deixe de escrever. A pandemia há de passar.

EFEMÉRIDE
26 de abril de 1913 – João Gava nasce na Linha dos Meninos, hoje Rudge Ramos.

Descendente de imigrantes italianos radicados no Núcleo Colonial de São Bernardo local, ele morou em Rudge Ramos, Diadema, Corredor Polonês e no Centro de São Bernardo.

Especializou-se em marcenaria, profissão da moda no seu tempo.

Hoje vive em Santos, depois de ter morado num condomínio da Rodovia Índio Tibiriçá, em Ribeirão Pires.

Aos 108 anos, continua a trabalhar no seu ofício, aceitando encomendas diversas.

As cascas de palmeiras que coleta nas praias são ótimas para a confecção de abajures.


Diário há meio século

Domingo, 25 de abril de 1971 – ano 13, edição 1519
Esportes – Volkswagen Clube inaugura cabines de transmissão e tribuna de honra do seu estádio, na Vila do Tanque, onde um dia jogou o Corinthians e o craque Rivelino levou uma bola entre as pernas, por arte de Osmar Savordelli, o Caiuba, craque de São Bernardo.

Em 26 de abril de...

1856 – Decreto imperial autoriza a construção de uma estrada de ferro entre Santos e Jundiaí, cortando a Freguesia de São Bernardo e a Capital.
1901 – Anúncio: Estação de São Bernardo (hoje Santo André). Troca-se uma boa chácara por uma casa em São Paulo. Cartas a B. E., à Rua do Rosário, nº 8 – alfaiataria.
1946 – Fundada, em São Caetano, a Dal’Mas – Indústria Agroquímica Brasileira.
1956 – O embaixador da Alemanha no Brasil, Fritz Celers, declarou que 20 grandes empresas alemãs iriam se instalar no Brasil, duas delas em São Bernardo: Mercedes-Benz e Volkswagen.

Santo do dia
Anacleto. Papa entre os anos 76 e 88. Morreu mártir e foi sepultado ao lado de São Pedro

Pascácio

Municípios brasileiros

Em 26 de abril, 20 cidades aniversariam, dentre elas duas paulistas: Monteiro Lobato (emancipada em 1880, quando se separa de Jacareí); e Tabatinga (elevada a município em 1925, quando se separa de Ibitinga).

Em Santa Catarina, são 11 aniversariantes: Abdon Batista, Celso Ramos, Forquilhinha, Iraceminha, Itapoá, José Boiteux, Lindoia do Sul, Serra Alta, Timbó Grande, Tunápolis e Vitor Meirelles.

Também aniversariam em 26 de abril: Barra do Ouro (Tocantins), Boa Esperança do Iguaçu e Cruzeiro do Iguaçu (Paraná), Buritinópolis (Goiás), Nova Olinda (Ceará), Protásio Alves e São Lourenço do Sul (Rio Grande do Sul).
 

Comentários


Veja Também



Voltar