Cultura & Lazer

Fernanda Montenegro e Fernanda Torres falam sobre a relação entre mãe e filha


Fernanda Montenegro e Fernanda Torres abriram o jogo sobre como foi o período de quatro meses que ficaram isoladas juntas no sítio da família, na Serra do Rio de Janeiro, durante a pandemia do coronavírus, em que continuaram gravando à distância.

Em entrevista à coluna Direto da Fonte, de Sonia Racy, Torres entrega que a mãe sofreu mais com o período em que ficou sem trabalhar por conta da pandemia:

- Aceitei a situação logo de inicio, já a mamãe foi ficando mais revoltada, ela é uma workaholic e ficar sem o trabalho estava muito difícil para ela. Até que uma hora a gente aceitou aquele lugar como nosso. Quando começamos a gravar a série, as coisas deram uma acalmada, disse ela, citando a produção Amor e Sorte, que estreia em setembro, na Globo.

Fernanda Montenegro acredita que a relação com a filha só melhorou com o período de isolamento:

- Trabalhar em família durante esse tempo foi muito prazeroso. A série retratou bem esse momento da nossa vida. Esse especial cravou para sempre um momento também de realização artística, de comunhão familiar, de aceitação de uma nova possibilidade de sobrevivência diante de uma tragédia como esse vírus que está em cima do mundo. Nos encontramos de uma forma não pegajosa, mas amorosa, essencial, muito humana, sem demagogia.

Fernanda Torres concorda:

- No fim saímos desse período mais unidas ainda, com admiração e amor redobrados.

Comentários


Veja Também


Voltar