Cena Política

Reexame de contas de Lauro na pauta


O TCE (Tribunal de Contas do Estado) marcou audiência nesta semana para reexame das contas rejeitadas de 2018 do ex-prefeito de Diadema Lauro Michels (PV), que deixou o Paço após oito anos consecutivos no poder. A análise pode ser definitiva para a Corte bater o martelo sobre o balancete do verde, que, na sequência, passa por votação da Câmara. A reprovação, se confirmada pelo tribunal, pode ser a quarta seguida – 2015, 2016 e 2017 também tiveram pareceres negativos. As contas anteriores desfavoráveis, na condição de prefeito, ele conseguiu reverter no Legislativo. Isso porque, caso contrário, corre risco de ficar inelegível. Embora Lauro venha descartando, publicamente, a hipótese de ser candidato a deputado em 2022, parte do grupo defende a proposta que ele se mantenha no jogo. O próprio verde já nutria interesse, no passado – ainda no cargo de chefe do Executivo –, em concorrer por vaga na Câmara Federal, mas desistiu da ideia. Para isso, há necessidade de que esteja apto a participar do páreo.

BASTIDORES

Ligações
Desde o começo do governo, em janeiro, o atual prefeito de Diadema, José de Filippi Júnior (PT), resolveu isolar nomes que tinham forte ligação ao antecessor Lauro Michels (PV). Duas dessas figuras são Eduardo Minas e Reinaldo Meira, ambos vereadores do Pros. Meira, por outro lado, tenta reforçar seu gabinete na Câmara com outros quadros por ora distantes de Filippi. Ele convidou, de acordo com informações, José Carlos Gonçalves, presidente municipal do Cidadania e ex-secretário de Transportes (governo Lauro), para ser seu chefe de gabinete e entrar na linha de frente do Pros na cidade. Gonçalves teria ficado de pensar na proposta.

Suspensão
A Câmara de Santo André decidiu suspender a sessão ordinária de ontem sob justificativa de cumprir sinal de luto pelas mortes dos vereadores Jorge Kina (PSDB) e Marilda Brandão (PSD), ambos vítimas de complicações da Covid-19 em março. A mesa diretora publicou a decisão no Diário Oficial, e registra que, para que não haja prejuízo aos trabalhos, na plenária seguinte, cada parlamentar poderá apresentar o dobro de proposituras, ou seja, até dez textos. Por conta da antecipação do feriado de aniversário da cidade, a sessão de amanhã está mantida no expediente.

Inclusão de óticas
Depois de o Legislativo de Santo André aprovar em definitivo projeto de lei, de autoria do vereador Edilson Santos (PV), que declara como atividade essencial o funcionamento dos estabelecimentos de ótica no município, o prefeito Paulo Serra (PSDB) incluiu por decreto o serviço na lista. A publicação oficial elenca série de atividades dentro da prorrogação de medidas emergenciais da quarentena, de acordo com o Plano São Paulo. 

Comentários


Veja Também


Voltar