Memória

Livros de hoje e uma jóia de São Caetano


As duas surpresas: o primeiro livro infantojuventil da jornalista Rosana Banharoli, nossa ex-colega no <CF161>Diário</CF>; e o livro de contos de Neli Maria Vieira, artista plástica nascida em Ituporanga, Santa Catarina, e que a maior parte de sua vida passou aqui no Grande ABC.

Rosana Banharoli conta a história de um menino, César, incrível menino, que ganhou ilustrações de Beatriz Vieira.

Neli Maria Vieira oferece Conversas ao Pé da Cerca, num desfile maravilhoso de personagens: Dona Filó e Seu Dito, Zequinha e Dona Dalva, Amanda e Dona Cotinha.

A pérola histórica vem de São Caetano. Um presente para guardar com o maior carinho. Um dos livros do saudoso Nicola Perrella, com autógrafo endereçado ao seu amigo, e massagista, Mário Romano, com data de 1964: O Grande Espigão. 

Comovente ganhar o livro original como presente do memorialista Luiz Domingos Romano, filho do Sr. Mário Romano.

VAMOS PEDALAR 

De São Vicente, a sequência das temáticas estabelecidas pelo casal Claudia Brino & Vieira Vivo. É o número 52 da revista <CF160>Cabeça A</CF><CF160>tiva</CF>, num desfile de grandes autores. Poesia e humor o tempo todo.

Um negrão de chapelão no guidão (Oswald de Andrade. Conhecem?).

Com vento no rosto, suor pelo corpo. Ninguém à espera, pedalando a magrela (Gil Curcio).

Porque a vida é como andar de bicicleta: quando você perde o medo, aprende, está muito bem e feliz... Aí Deus diz: ok, agora sem rodinhas (Caio Fernando Abreu).

Viver é como andar de bicicleta. É preciso estar em constante movimento para manter o equilíbrio (Albert Einstein). 

Independente da sua meta, seja você, ou não, um atleta, andar de bicicleta é uma experiência completa (Aline Bischoff).

EDITORA MATARAZZO 

Diretamente da Freguesia do Ó, três novos livros editados pela jornalista e escritora Thais Matarazzo: 

Caminhando, Cantando e Contando III, de Marcello Laranja.

Conto-te Encantos, de Cynthia Panca.

As Artes da Menina Eunice, da própria Thaís, com ilustrações de Camila Giudice.

Marcello Laranja viaja no tempo ao falar de viola e da música caipira, do visionário Mazzaropi, da torcida do Corinthians, da cantora Beth Carvalho e do boteco do Tio Pedro.

“O boteco do Tio Pedro foi um grande buraco de cobras criadas que infelizmente desapareceu, como muitas referências de São Vicente se perderam: os restaurantes Náutilus, Leão de Ouro, Casarão do Lucas, o boa Vista, as churrascarias Boi Bão, Kiko’s, Boiadeiro e Choupana”.

Cynthia Panca faz da prosa, poemas infantojuvenis: “Enfim, o mistério se revela, a melancia vai embora e a felicidade transborda. Ela agradece com um largo sorriso e segue adiante num raio de luz azul, agora acompanhada, rumo ao arco-íris”.

Já Thaís Matarazzo leva seus novos personagens – Tenório e Yolanda – à cidade de Sabará, próxima a Belo Horizonte. Lá eles conhecem de perto a arte de Eunice, a menina Eunice. Claro que sua criadora, a outra menina, Thais, não perde a oportunidade de fotografar Sabará e de trazer as fotos dos bonecos da artista plástica Eunice Coppi, que inspirou mais este lindo livro – bonecos fotografados po Geraldo Coppi.

Como diz Marcello Laranja: “Livro sem finalidade lucrativa”. Mas como são ricos todos esses títulos.

CONTATOS

Rosa Banharoli: visite seu Face.

Neli Maria Vieira: Editora LP-Books .

Cláudia Brino & Vieira vivo: instagram, costelasfelinaseditora.

Editora Matarazzo: www.editoramatarazzo.com.br. 

Municípios brasileiros

Hoje é o aniversário de Araçoiaba da Serra, Jeriquara, Óleo, Ribeirão Corrente e Torrinha, no Estado de São Paulo. 

Torrinha, terra natal do ex-prefeito de São Bernardo e jurista Tito Costa. O povoado é da segunda metade do século XIX, formado em torno de capela dedicada a São José, seu padroeiro. Elevado a município em 1922, desmembrado de Brotas, e instalado em 7 de abril de 1927.

Entre as cidades brasileiras, aniversariam em 7 de abril: Araci (Bahia), Ascurra, Galvão, Ipumirim, Ouro e São Domingos (Santa Catarina), Dores do Rio Preto (Espírito Santo), José de Freitas (Piauí), Pariconha (Alagoas) e Patrocínio e Rio Doce (Minas Gerais).

Diário há meio século

Quarta-feira, 7 de abril de 1971 – ano 13, edição 1505

Manchete – Situação da Anchieta preocupa o governador

Até dezembro (de 1971) todas as rodovias do Estado, principalmente a Via Anchieta, terão seu sistema de sinalização ampliado com tinta fluorescente e placas de aço. Esta é a determinação do governador Laudo Natel.

Santo André - Prefeito Newton Brandão inaugura o Centro de Educação Padre Lebret, no Jardim Progresso; e o Grupo Escolar do Jardim Santo Alberto.

São Bernardo - Prefeitura está concluindo o ginásio do Baetão, projeto dos arquitetos Luís Carlos e Nelson Wending.

Em 7 de abril de...

1956 – Tem início a fase local do Torneiro de Futebol Roberto Gomes Pedrosa: no Pacaembu, Corinthians 2, São Paulo 2.

Da fase internacional, com equipes de São Paulo, Uruguai e Argentina, o título ficou com o Santos.

Santos do dia

- João Batista de La Salle

Comentários


Veja Também


Voltar