Memória

A São Caetano que se moderniza


A agenda da Pró-Memória – ‘São Caetano do Sul em 52 fotos’ – traz imagens da cidade desde o início do século XX até a década de 1970.

Nesta foto, por exemplo, a Avenida Goiás moderna rasga o Tijucuçu transformado, levando de roldão marcas que um dia foram referências, entre as quais o antigo Estádio Conde Francisco Matarazzo, das grandes jornadas do São Caetano EC e que ficava ali pertinho: inaugurado em 1º de maio de 1937 na Rua Paraíba com fundos para a Rua Major Carlo Del Prete.

A cidade nasceu em torno da capela original do bairro Fundação, ultrapassou as linhas da EF São Paulo Railway, seguiu em direção aos altos do bairro Monte Alegre. E a estreita Goiás da General Motors e da USCS ousou desafiar o urbano de então. Atropelou casas, oficinas e estabelecimentos comerciais. Virou artéria moderna – e cada prefeito ali procurou colocar sua marca.

Documentos como a agenda da Fundação Pró-Memória de São Caetano difundem e valorizam as imagens. Cenários revividos.

Nasce a Teologia da Libertação

Texto: Milton Parron

O programa Memória, em razão da Semana Santa, apresentará uma produção especial sobre 

o significado da Páscoa no cotidiano das pessoas no mundo atual e abordará, concomitantemente, os conflitos doutrinários dentro da própria Igreja. 

Serão apresentados trechos da Conferência Episcopal Latino-Americana de 1968, na Colômbia, quando o padre peruano Gustavo Gutierrez expôs aos presentes os fundamentos da Teologia da Libertação por ele criada. 

Setores conservadores da Igreja imediatamente reagiram e muitos religiosos ao redor do mundo que abraçaram as ideias contidas na cartilha do padre Gutierrez pagaram um pesado tributo, incluindo o frei franciscano de Santa Catarina, Leonardo Boff. 

Também estarão no programa figuras emblemáticas da Igreja nacional, entre elas dom Paulo Evaristo Arns, dom Helder Pessoa Câmara e os papas João Paulo II, Bento XVI e Francisco durante suas peregrinações pelo Brasil.

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) –</CF> <CF160>Paixão e Páscoa</CF>. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, sábado, às 22h, com reprise amanhã, domingo, às 7h, e durante madrugadas da semana.

Diário há meio século

Sábado, 3 de abril de 1971 – ano 13, edição 1502

Manchete – Bengala: aumenta o número de mortos na guerra do Paquistão.

Política – Enquanto o regime celebra mais um aniversário do movimento de 64, integrantes da ALN (Aliança Libertadora Nacional) e outros grupos de esquerda distribuem panfletos ao longo da Avenida Fagundes de Oliveira e outras ruas de Piraporinha, em Diadema.

A Polícia Militar reprime e guarda as torres de transmissão das rádios Nacional (depois Globo), ali localizada, e Record, na Vila Pauliceia. O medo é que os equipamentos pudessem ser tomados pelos manifestantes.

Comportamento – Diretores do Instituto de Educação Bonifácio de Carvalho, em São Caetano, e do Colégio Estadual Felício Laurito, de Ribeirão Pires, proíbem o cabelo e barbas compridos, e a minissaia.

Em 3 de abril de...

1956 – Cidade do Vaticano, 1 (AFP) – Papa Pio XII aponta os riscos que ameaçam a humanidade.

Em sua mensagem de Páscoa, o Sumo Pontífice fala da corrida armamentista no campo nuclear. “Para que os povos se detenham, erguemos mais uma vez nossa voz.”

Municípios brasileiros

Hoje é o aniversário de Cerquilho, Jacareí, Planalto e Reginópolis no Estado de São Paulo.

A povoação de ‘Nossa Senhora da Conceição do Rio Parahyba de Jacareí’ deu-se a partir de 1652 por iniciativa de Antonio Afonso e seus filhos e agregados. Foi elevada a ‘Villa de Jacarey’ em 22 de novembro de 1653. Tornou-se cidade em 3 de abril de 1849.

Entre as cidades brasileiras, aniversariam em 3 de abril: Aracruz (Espírito Santo), Araranguá e Seará (Santa Catarina, Belford Roxo (Rio de Janeiro), Entre Rios (Bahia), Itanhangá (Mato Grosso), Pedro Osório e Santo Antonio da Patrulha (Rio Grande do Sul) e Tibau do Sul (Rio Grande do Norte).

SÁBADO SANTO

Cristo está no sepulcro, desceu à mansão dos mortos, ao mais profundo que pode ir uma pessoa. 

A Igreja espera, na oração e no jejum, Sua Ressurreição. O fogo é abençoado. Realizava-se a Procissão do Círio Pascal. O povo permanecia em pé, com as velas acesas. A Páscoa é proclamada.

Fonte: Jovens Conectados (com o portal Canção Nova).

Comentários


Veja Também


Voltar