Esportes

Santo André conhece adversários da Série D




O Santo André conheceu os adversários na primeira fase do Campeonato Brasileiro da Série D. A CBF (Confederação Brasileira de Futebol) divulgou os confrontos da etapa preliminar e as oito chaves. O Ramalhão estará no Grupo A-7 junto de Bangu (RJ), Portuguesa, Cianorte (PR), Boavista (RJ), São Bento, Inter de Limeira e Madureira (RJ). E na opinião dos dirigentes andreenses, este pode ser considerado o “grupo da morte”.

“Ficamos em grupo muito difícil. Neste ano a regionalização foi mais forte e, pela primeira vez, teremos quatro equipes de São Paulo em uma mesma chave, o que torna mais difícil, além de três cariocas, o que complica”, destacou o presidente Sidney Riquetto. “O grupo, para mim, é o mais difícil dos oito. Essa regionalização com cariocas e paulistas em uma mesma chave deixa este como o grupo da morte. Vai exigir bastante do Santo André”, completou o executivo de futebol Edgard Montemor Filho, que salienta: o clube tem uma missão antes de efetivamente pensar no Nacional. “O planejamento está sendo feito. Mas ainda temos de aguardar a retomada e o desfecho do Paulista, com a permanência do Santo André (na Série A-1), para aí sim ver o segundo semestre.”

De acordo com o presidente, o grupo que atualmente disputa o Estadual sofrerá alterações. “O elenco precisará ser reformulado porque não temos cotas de televisão como acontece no Paulista e, portanto, vamos ter de trabalhar com orçamento menor”, explicou Riquetto, que vive a expectativa de contar com o Estádio Bruno Daniel pronto (com o gramado sintético devidamente instalado) e em condições de receber os compromissos andreenses no torneio nacional. Atualmente as obras estão paradas em razão da fase emergencial do Plano São Paulo de combate à Covid. 

“Espero contar com o estádio em condições para disputar a Série D do Brasileiro. Estou percebendo que está muito difícil, mas acredito que até a realização do conselho técnico da Série D, que não deve demorar muito, deveremos ter posição de indicar o Bruno Daniel para receber o mando dos nossos jogos.”

A competição está prevista para começar em 26 de maio, com a fase preliminar. O primeiro jogo do Santo André está previsto para 5 ou 6 de junho, contra o Bangu, no Rio de Janeiro. Inicialmente, as partidas estão previstas para acontecer aos fins de semana. Os quatro melhores colocados de cada chave avançam para o mata-mata. Aqueles que avançarem às semifinais estão automaticamente promovidos para a Série C do Brasileiro de 2022. As finais estão previstas para 7 e 14 de novembro.

Na Série D, apesar de ficar sem cotas, os clubes têm auxílio para disputar a competição. “A CBF custeia deslocamento, hospedagem, alimentação para número mínimo de atletas e funcionários. Dependendo da distância, o deslocamento é de avião, caso contrário, é de ônibus mesmo”, finalizou Edgard.

Comentários


Veja Também



Voltar