Setecidades

Governo de São Paulo prorroga até 4 de abril suspensão da operação descida no SAI




A Secretaria Estadual de Logistica e Transportes prorrogou nesta terça-feira (23) a suspensão da operação descida no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes), quando mais faixas das rodovias ficam disponíveis ao tráfego de veículos em direção à Baixada Santista e às cidades do Litoral Sul. A medida visa desestimular o aumento do fluxo de veículos rumo às praias durante a fase emergencial e o feriado prolongado decretado na Capital. A regulamentação do funcionamento do SAI foi publicado na edição de hoje do Diário Oficial do Estado. Pela resolução, a operação está suspensa nos dias 29, 30 e 31 de março e 1º, 2, 3 e 4 de abril.

Durante esse período, será mantida operação normal no SAI, conhecida como 5x5, quando três faixas das pistas Sul da Rodovia dos Imigrantes e duas pela Via Anchieta descem rumo à Baixada Santista; e três faixas das pistas Norte da Rodovias dos Imigrantes e duas da Via Anchieta sobem a serra em direção à capital e ao interior do Estado. A iniciativa, que atende pedido dos prefeitos das cidades da região para conter o excesso de visitantes, foi adotada após rigorosas avaliações técnicas e de segurança viária para os usuários do sistema realizadas por técnicos da Artesp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), da concessionária Ecovias e de representantes dos municípios da Baixada Santista e Litoral Sul.

A Agência, em conjunto com a concessionária Ecovias, responsável pela administração do SAI, manterá todos os serviços de apoio e atendimento aos usuários que tenham necessidade de utilizar as rodovias. A operação descida (7x3) no SAI, estabelecida como uma das obrigações contratuais da concessionária, é implantada pela concessionária Ecovias, em conjunto com a Polícia Militar Rodoviária, sempre que o tráfego de veículos no trecho de serra no sentido à Baixada Santista atinge patamares superiores à capacidade das rodovias em operação normal (5x5). O parâmetro definido para montagem da operação é quando o movimento ultrapassa a marca de 5 mil veículos por hora, o que garante as condições de trafegabilidade, fluidez e segurança aos usuários do sistema.
 

Comentários


Veja Também



Voltar