Memória

Jeribatiba. Jurubatuba. O coqueiro. A palmeira que se espalha...


DENOMINAÇÕES

- Jeribatiba ou Jurubatuba (em tupi-guarani, ‘lugar onde há muitas palmeiras jerivás’).

- Rio Grande ou Jurubatuba. Nasce no distrito de Paranapiacaba, interligando-o com o distrito de Riacho Grande. Atravessa a maioria dos municípios do Grande ABC como o principal formador da Represa Billings.

- Em 1877, o Núcleo Colonial de São Bernardo abre várias linhas com lotes destinados ao cultivo pelos imigrantes que chegam, uma delas denominada Linha Jurubatuba, iniciando-se onde está a Rua Jurubatuba das lojas de móveis da cidade.

- Ruas ou avenidas Jurubatuba espalham-se por toda a Região Metropolitana, entre os quais o histórico Piraporinha de Diadema.

FORMAÇÃO

Ribeirão Pires escolheu o 19 de março, dia de São José, para comemorar seu aniversário de autonomia, contado a partir de 1º de janeiro de 1954, data em que recebe os foros de município.

Historicamente, Ribeirão Pires nasce ao redor da capela do Pilar Velho, de 1714. 

Foi elevado a distrito de paz em 22 de junho de 1896 – o segundo distrito da região – com abrangência sobre a linha entre Pilar (Mauá) e Alto da Serra (Paranapiacaba). Pertencia, então, ao município de São Bernardo. 

<EM>Aprova a separação de Santo André em plebiscito realizado em 22 de novembro de 1953.

Um símbolo não simbolizado

Texto: Pedro Cordeiro

Está lá, presente, forte, imponente com as folhas balouçantes, rodeado pelos manacás-da-serra, as quaresmeiras, as jureminhas e as aleluias. Sim, o coqueiro jerivá, que dava nome a geribatiba ou jeribatiba, planta dos frutos amarelos.

É neste cenário que encontramos essa resistente planta que povoa a flora do Grande ABC. Em Ribeirão Pires é possível notar a presença das exuberantes folhas e, principalmente, quando florescem os cachos dos coquinhos. Esta planta, que já deu nome à nossa região, deveria ser um símbolo da flora.

Ribeirão Pires, com 70% do território protegido pela lei dos mananciais, deveria adotar essa magnífica planta como símbolo de proteção dos mananciais.

Diário há meio século

Sexta-feira, 19 de março de 1971 – ano 13, edição 1489

Manchete – Pena de morte já ameaça a Argentina

(AFP e Serviço Local) – O governo do presidente Levingston baixou decreto que incorpora a pena de morte ao Código Penal argentino.

No Brasil – O Conselho Especial da Aeronáutica condenou à morte ontem (18 de março de 1971), em Salvador, o estudante Theodomiro Romeiro dos Santos, 19 anos, e à prisão perpétua Paulo Dantas da Silva, sob acusação de terem assassinado, em 1970, o sargento da Aeronáutica Walder Xavier de Lima.

Legislação – A pena de morte e a prisão perpétua foram instituídas no Brasil em 1969, para os casos de guerra psicológica, revolucionária ou subversiva (cf. AI-14).

Diarinho – Instituído concurso para escolha do bonequinho que ilustrará esta nova seção do Diário do Grande ABC.

Em 19 de março de...

1921 – Em Santo André, o menino Theodoro, 12 anos, filho de Gustavo Antonio de Oliveira, recebe uma chifrada no rosto enquanto assistia à tirada de leite de uma vaca no quintal de sua casa. Foi removido para o Hospital de Misericórdia, de São Paulo.

Itália (UP) – Por ocasião da anual romaria ao túmulo de Giuseppe Mazzini, revolucionário da unificação italiana, registra-se distúrbio entre um grupo de comunistas e outro de fascistas, no cemitério de Staglieno, em Gênova.

1956 – O vereador paulistano Nicolau Tuma vem à região e constata as inundações do Ribeirão dos Meninos, nos limites dos municípios de São Paulo, São Bernardo e São Caetano. O parlamentar pede providências para a retificação e drenagem do curso d’água.

Nicolau Tuma constata, também, o péssimo estado do leito da Avenida Presidente Wilson, em São Paulo. 

A Brastemp (Cia. Industrial e Comercial Brasmotor), com fábrica em São Bernardo, realiza a primeira convenção nacional de seus concessionários,

1961 – Diadema inaugura seu primeiro ginásio estadual, a EEPG Riolando Canno, antiga Helena Guerra.

1971 – Inaugurado o Paço Municipal de Ribeirão Pires

Hoje

- Dia do Carpinteiro

Santo do dia

- José. Venerado desde os primeiros séculos no Oriente e a partir do século IX no Ocidente. O papa Pio IX o elegeu padroeiro da Igreja. 

- Também celebrado no dia 1º de maio, pelo seu ofício de carpinteiro, o trabalhador José, pai adotivo de Jesus

Municípios paulistas

O dia de São José, dia do aniversário de Ribeirão Pires, é também o aniversário de Arandú, Aspásia, Barra Bonita, Caiuá, Corumbataí, Cravinhos, Flora Rica, João Ramalho, Meridiano, Panorama, São José de Bela Vista, São José do Rio Pardo, São José do Rio Preto, Taiaçu e Vitória Brasil.

Entre tantas cidades, João Ramalho. Localiza-se na região de Tupã e Bastos. Homenageia o mesmo João Ramalho de tantas referências em Santo André e Grande ABC.

João Ramalho: elevado a município em 1959 e instalado em 1961, quando se separa de Quatá; Quatá, terra natal do jornalista Valdenízio Petrolli, ex-Diário.

Comentários


Veja Também


Voltar