Cena Política

De dirigente a modelo de camisetas


Há quem diga que o ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho, atual presidente estadual do PT, não seja um dos políticos mais carismáticos da região. Mas o dirigente foi escolhido para fazer propaganda, como espécie de modelo, das camisetas do partido, à venda no site institucional. Aquelas tradicionais com a estrela, entre vermelha e branca, além do tipo polo. Após a mudança no estilo do cabelo, antes cortado ao meio e agora penteado para trás, ele participa desta iniciativa que ocorre para angariar fundos financeiros para a sigla. O petismo confia em resultado positivo em 2022, com a entrada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no jogo político. Na região, conquistou duas das sete prefeituras após quatro anos de hiato fora do poder. Ex-ministro de Lula e postulante ao Paço no pleito majoritário do ano passado, ele já é nome considerado certo na legenda para a disputa por vaga a deputado federal. As dobradas, inclusive, vêm sendo costuradas desde o começo deste ano.

Infiéis tucanos

 Diante de casos de infidelidade de tucanos no Grande ABC, conforme divulgado pelo Diário, a coordenação regional do PSDB, por meio do coordenador regional, Flávio Rodrigues dos Santos, tornou público, em nota, que “não compactua com a postura de filiados do PSDB que têm aceitado cargos em gestões administradas pelo PT nas cidades de Mauá e Diadema, conforme noticiado pela imprensa regional”. “Tal postura vai contra o estatuto do partido. Assim, aqueles que quiserem servir a governos do PT, devem se desfiliar. Caso contrário, será feito pedido de expulsão dos mesmos.” O Diário mostrou, por exemplo, o caso de Elton Alves de Carvalho (PSDB), ex-assessor do supermercadista José Roberto Lourencini (PSDB), que foi prefeiturável na eleição do ano passado. Ele foi nomeado na gestão de Marcelo Oliveira (PT), em Mauá. 

Visita de cortesia

 O empresário Cléber Broch, candidato a vice-prefeito de Mauá em 2016, na ocasião compondo na chapa encabeçada por Donisete Braga (PDT), esteve visitando gabinetes de vereadores no começo desta semana. Broch tem dado sinalizações que será candidato a deputado estadual no ano que vem, tendo possivelmente o empresário José Carlos Orosco Júnior (PDT), também com domicílio eleitoral na cidade, como dobrada principal. Ele compareceu nos gabinetes para levar vouchers de estacionamento e ouvir dos parlamentares se haveria espaço para conversas sobre apoio político para o pleito.

 Provimento

 O ex-vereador Edison Parra (Podemos), de São Caetano, não teve acolhido o recurso impetrado, via Justiça Eleitoral, para tentar reaver cadeira legislativa de Beto Vidoski (PSDB), alegando que o tucano era ficha suja. Depois de ter perdido em primeira e segunda instâncias, ele sofreu revés no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). O placar foi de sete a zero, com relatoria do ministro Sérgio Silveira Banhos, que negou provimento ao pedido de Parra. Diante desse resultado, a decisão praticamente sepulta a ideia de Parra, que chegou a exercer posto de vice-presidente da Câmara na legislatura anterior, em assumir o mandato.

 Emendas para região

 Ex-prefeiturável de São Caetano, o deputado federal Ivan Valente (Psol) confirmou a destinação para o Grande ABC no valor de R$ 2,8 milhões em quatro emendas parlamentares. O parlamentar direcionou R$ 1 milhão para reforma e revitalização das instalações do prédio da UBS Vila Guiomar, em Santo André, a pedido do vereador Ricardo Alvarez. A unidade foi, recentemente, alvo de troca de terreno. Mauá e Rio Grande da Serra são outras duas cidades da região a receber recursos para mitigar os impactos de pandemia. Em solo mauaense serão encaminhados R$ 700 mil, sendo R$ 500 mil para reforma da UBS Zaíra 3 e R$ 200 mil para a aquisição de materiais. 

Comentários


Veja Também


Voltar