Cena Política

Nomeação andreense empaca na FUABC


Esta coluna mostrou ontem que, apesar de o Ministério Público ter dado aval à indicação do vereador andreense Almir Cicote (Avante) para dirigir a Central de Convênios, em sugestão do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), a presidente da FUABC (Fundação do ABC), Adriana Berringer Stephan, não convocou reunião do conselho curador para esta semana com objetivo de discutir a nomeação. Havia compromisso entre os prefeitos das cidades mantenedoras da instituição que, tão logo o parecer do MP chegasse à Fundação, todo trâmite seria agilizado. Alguns conselheiros alfinetaram a demora por parte de Adriana. Reservadamente, citam que está em curso manobra para travar, de outra forma, a ida de Cicote para a Central de Convênios. A expectativa é a de que só na quinta-feira o encontro de conselheiros curadores seja realizado. Até lá, no tempo da política, é uma eternidade. 

Desagravo seletivo

 No grupo de WhatsApp que conselheiros da FUABC (Fundação do ABC) montaram para agilizar a comunicação, muitos saíram em defesa do advogado Sandro Tavares, gerente jurídico da instituição e que tem quatro parentes em cargos dentro da Fundação. A reclamação foi a de que Tavares, agora alvo do Ministério Público por suposto nepotismo, estaria sendo “perseguido”. Ninguém, porém, contestou o fato de Tavares ter boa parte de sua família – a mulher, o sogro e cunhadas – recebendo salário da FUABC.

Nomeação

 O ex-vereador Ricardo Andrejuk (PSDB), de São Caetano, foi nomeado como assessor no gabinete do prefeito Tite Campanella (Cidadania). Parlamentar entre 2017 e 2020, Andrejuk recebeu 862 votos na eleição do dia 15 de novembro, ficando como terceiro suplente.

 Modificação

 A Câmara de São Caetano modificou a composição da comissão mista, bloco responsável por organizar as audiências públicas no Legislativo. Professor Ródnei (Cidadania) precisou ser substituído por Gilberto Costa (Avante), líder do governo de Tite Campanella (Cidadania) na casa, porque a comissão, necessariamente, tem de ser composta por três integrantes da ala de finanças e orçamento e duas de justiça e redação.

 Encontro

 O vereador Marcel Munhoz (Cidadania), de São Caetano, se reuniu nesta semana com o presidente da Aciscs (Associação Comercial e Industrial de São Caetano), Alessandro Leone. O parlamentar colocou o mandato à disposição para implementar melhor fluidez no diálogo entre a Prefeitura e a entidade.

 Luto

 Morreu ontem Jaime Gonçalves, 36 anos, que foi assessor do ex-prefeito de Diadema Lauro Michels (PV) – inclusive na época em que o verde era vereador. Na última campanha, trabalhou para Taka Yamauchi (PSD), segundo colocado na corrida eleitoral. Ele deixa quatro filhos. O velório será hoje, a partir das 8h30, no Cemitério Municipal de Diadema.

 Alternativa – 1 

 A vereadora Ana Veterinária (DEM), de Santo André, apresentou indicação ao prefeito Paulo Serra (PSDB) pedindo que o Paço faça estudos a respeito da criação de programa para quitação de débitos de hospitais e clínicas veterinárias da cidade. A ideia da democrata é instituir uma espécie de compensação por meio de prestação de serviços. Ou seja, as clínicas abateriam as dívidas ofertando exames e atendimentos de cães e gatos, por exemplo. 

 Alternativa – 2 

 “Muitos tutores de pets não dispõem de recursos financeiros para, além do custo da consulta veterinária, arcar com exames laboratoriais e de imagem. Com o programa atenderíamos essa demanda”, justificou Ana Veterinária (DEM). Se acatar a indicação, o prefeito Paulo Serra (PSDB) encaminha projeto à Câmara.

Comentários


Veja Também


Voltar