Memória

1968, o golpe dentro do golpe


A OPINIÃO DO DIÁRIO

Domingo, 15 de dezembro de 1968

“A direção desse jornal foi informada ontem, através da Delegacia de Polícia local, dos termos de um telegrama do sr. secretário da Segurança Pública do Estado estabelecendo a censura prévia ao noticiário jornalístico (...) Diante do Ato Institucional nº 5, temos que acatar os desígnios. Mas, como brasileiros e cidadãos amantes da ordem e da paz, conservemos as esperanças, tantas vezes frustradas, de que uma revolução pode ser feita inutilmente e muito menos contra o País.”

Uma longa ditadura à vista

Prisões em Santo André
Um triste Natal em 1968
461 – A 1h da madrugada de 17 dezembro de 1968 uma bomba explodia em fábrica de São Caetano localizada na esquina das ruas João Pessoa com Américo Brasiliense, Rayon F. Matarazzo. Entre os destroços, folhetos com o nome de Carlos Marighella.
462 – Declaração do prefeito Walter Braido, de São Caetano: “Opinião pública concorda com o ato”.
463 – Em foto de Primeira Página publicada em 18 de dezembro de 1968, o Diário do Grande ABC mostra o conjunto residencial da Universidade de São Paulo (Crusp) tomada desde a madrugada por forças do II Exército e da Força Pública do Estado. Aos que entravam e saiam eram pedidos documentos.
464 – O mundo via os efeitos do ato: The New York Times afirmava que uma longa ditadura militar, livre dos freios constitucionais, “parece estar a caminho do Brasil”.
465 – Na quinta-feira, 19 de dezembro de 1968, sete dias após o aditamento do AI-5, o Palácio do Planalto iniciava a divulgação de uma síntese de relatórios dos serviços de informações que falavam na existência de um movimento contra-revolucionário.
466 – Comentário do jurista andreense e jornalista Haroldo Santos Abreu no Diário do Grande ABC: “Chegamos a 64 e agora a 68. Estas duas revoluções (que pessoalmente considero distintas) ainda estão muito próximas para serem vistas em suas dimensões corretas. Prosseguiremos nessa trajetória de esforço inútil, enquanto os líderes revolucionários não compreenderem que uma revolução nunca se justifica por si própria, representando sempre uma violência”.
467 – Domingo, 22 de dezembro de 1968, no Diário: “Uma subversão mais grave ameaça a Nação, a subversão moral”.
468 – Rádio Patrulha prende na Avenida Dom Pedro II, em Santo André, Gilson Antonio Fava, 18 anos, residente na Vila Santa Terezinha, e Lourdes Scala Fausto, 30 anos, residência na Vila Pompeia, em São Paulo. Ambos colavam cartazes nos muros e estariam ligados ao ex-deputado Carlos Marighela.
469 – Notícia publicada no Diário em 28 de dezembro de 1968: “Depois do ato, o que será da UNE?”. Nelson Savioli respondia na coluna Frente Estudantil com duas opções:
n Continuar a sua luta antigovernista ou partir para uma atuação exclusivamente dentro das universidades, o que seria, talvez, tolerado pela polícia política.
n Com seus principais líderes presos, Travassos, José Dirceu e Wladimir Palmeira, não é fácil adivinhar-se o que acontecerá.
470 – Notícia publicada pelo Diário no último dia do ano de 1968: Costa cassou 13.
Com base no AI-5, o presidente general Costa e Silva assinava ato suspendendo os direitos políticos do ex-governador Carlos Lacerda, por dez anos. Também eram cassados os deputados Márcio Moreira Alves, Gastone Righi e mais sete deputados. Aposentado o desembargador Joaquim de Souza Neto.
Não demoraria muito, e novas cassações viriam. Uma delas: a do deputado federal Anacleto Campanella, que tinha aí interrompida a sua vida política constitucional, depois de ter perdido, em 15 de novembro de 1968, nas urnas, o seu retorno como prefeito de São Caetano.

CARNAVAL DE TODOS OS TEMPOS
- Em 1991, São Bernardo anuncia a presença da escola paulistana Vai-Vai no domingo de Carnaval.
- Final dos anos 1930. O bloco do Rio Grande desfila na velha estação da cidade e embarca num vagão de madeira da SPR para animar o Carnaval de Ribeirão Pires. Entre os músicos, o sanfoneiro Mauro Vieira.
- Em 1921, o Grêmio Rio Branco realiza baile carnavalesco no Salão Brasil da Rua Quintino Bocaiúva, Centro da Capital.

Diário há meio século

Sexta-feira, 12 de fevereiro de 1971 – ano 13, edição 1459
Política – O prefeito Paulo Maluf, de São Paulo, esteve ontem (11 de fevereiro de 1971) no ABC, onde almoçou com os líderes políticos da região. Veio para se despedir, uma vez que deverá deixar seu cargo a 15 de março (de 1971).
Estrada – Temporal na Via Anchieta parou 800 carros e fez transbordar a Billings.
Anúncio – A Rádio Diário do Grande ABC prestigia o esporte amador e confia na juventude do Brasil. Ouça hoje (12 de fevereiro de 1971), a partir das 20h, diretamente do ginásio do Defe, na Água Branca, nova e sensacional partida de bola ao cesto feminino entre São Caetano e Pirelli. Narração: Rolando Marques; comentários: Aristides Vital; reportagem: Jurandir Martins.

Em 12 de fevereiro de...

1926 – Câmara de São Bernardo registra pedido da Empresa Imobiliária São Bernardo solicitando que lhe fosse concedida autorização para utilizar, a título precário, um terreno na sede do município. A área ficava ao lado do grupo escolar, na atual Praça Lauro Gomes, ponto final de um trenzinho movido a vapor que interligava a Vila à Estação de Santo André.
1936 – Ato 199 da Prefeitura de São Bernardo isenta de emolumentos e imposto predial os grupos de casas destinadas a residências de operários no Grande ABC.

Santos do dia.
- Reginaldo de Orleans
- Julião Hospitaleiro
- Antonio de Constantinopla. Faleceu em 12 de fevereiro do ano 901. Patriarca de Constantinopla.
- Etevaldo. Bispo. Encadernou o livro dos Evangelhos, que seu antecessor havia copiado e preservado, cópia que pode ser encontrada no Museu Britânico. Faleceu no ano 740.
- Eulália. Santa espanhola do século II. Martirizada aos 14 anos de idade. 

Comentários


Veja Também


Voltar