D+

Lembranças do mundo pop de 2020


Saudades de uma retrospectiva, né, minha filha? Os planejamentos que envolviam 2020 acabaram interrompidos, cancelados, jogados para frente ou foi dado um jeito. A energia dos jovens – e de todo mundo – foi contida por causa da Covid-19, com a doença marcando a temporada e sua pandemia só deve ser regularizada no ano que vem. Desde março, o novo coronavírus entrou em pauta, o estudo presencial foi suspenso, as redes sociais nunca foram tão usadas e a máscara se tornou item obrigatório. Há quem diga que os últimos meses irão servir para que a humanidade cresça, com outros apostando que a situação do mundo se complicará. Se a ideia de uma retrospectiva é recordar fatos relevantes, o D+ tenta buscar assuntos, tópicos, memes e personalidades que se destacaram no universo teen e na cultura pop. 

O ensino a distância mobilizou os estudantes. Plataformas foram desenvolvidas e a web foi fundamental durante as aulas. O caos ajudou a mostrar que grande parte dos matriculados em escolas públicas não tem acesso a computadores, tablets ou smartphones nem internet. Houve debate para que o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) fosse adiado e ele só será realizado em janeiro.

Chamadas de vídeo se popularizaram e as lives tiveram uma explosão na mesma velocidade em que perderam a atenção do público. Entre ‘surtos leves e tênis’, os realitys shows se potencializaram, casos do BBB, De Férias com o Ex e A Fazenda. A Cabeleleila Leila ficou famosa justamente quando as saídas sociais se tornaram dispensáveis e não faltaram postagens que revelaram que pessoas que defendem o isolamento físico deram e dão ‘escapadas’ inapropriadas. Enfim, a hipocrisia... 

Na lista de cancelados, um dos maiores foi Donald Trump, presidente dos Estados Unidos que não conseguiu se reeleger e, mais de um mês depois da votação no país, ainda não aceitou a derrota. As eleições municipais movimentaram a cidadania brasileira, mas grande parte da população gostaria era de ter participado da escolha do animal que estampa a nova cédula de R$ 200, protagonizada pelo lobo-guará.

Apesar de votações sérias terem premiado The Last of Us Part 2, foi a interação de Among Us que reuniu gamers para horas de investigações para saber quem é o traidor dentro da nave espacial. 

A série The Mandalorian chegou de maneira oficial para o público brasileiro e aumentou a popularidade de 

uma das maiores fofuras da cultura pop moderna: o Bebê Yoda. Derivado da novela Malhação, o seriado As Five finalmente estreou. Sobre filmes para o público jovem, houve títulos como Modo Avião, Enola Holmes, Os Novos Mutantes e Mulan. 

As playlists sempre abrem espaço para sons variados. O DJ e cantor Pedro Sampaio surgiu com hits como Sentadão e Pode Dançar. Dua Lipa estourou de vez com o álbum Future Nostalgia e Taylor Swift lançou dois discos para extravasar as emoções da pandemia. A canção Flores, de Vitão e Luísa Sonza (meu casal), esteve em alta, mas não tanto quanto o início de namoro entre os cantores e as fofocas sobre este momento. 

Sem conseguir sair para se divertir, os jovens fizeram do TikTok sua tela para esbanjar criatividade. O aplicativo vinha crescendo na preferência dos usuários e a pandemia parece ter ajudado na sua expansão, inclusive no Brasil. Dancinhas com os braços colados ao corpo, dublagens e micro-histórias continuam a surgir. 

Entre o ‘início de um sonho’ em janeiro e o ‘deu tudo certo’ – ou errado – em dezembro, 2020 não será esquecido.  

Comentários


Veja Também


Voltar