Setecidades

Forte e rápida chuva alaga vias da região; quedas de árvores também foram registradas


Atualizado às 18h15

Chuva volumosa - por volta de 38 milímetros - e rápida - cerca de 10 a 30 minutos - alagou algumas ruas e avenidas do Grande ABC nesta quinta-feira (26). A água começou a cair entre 14h e 14h30. O Diário flagrou pontos de acúmulo de água como a Avenida Guido Aliberti (foto abaixo), em São Caetano, e na Rua Doutor Simão de Lima, no Palmares, em Santo André (foto acima). 

A prefeitura de São Caetano informou que Segundo a Defesa Civil do município, o ponto de alagamento na Avenida Guido Aliberti, em frente cemitério vertical foi o único. "No restante da cidade nenhuma ocorrência foi registrada. Segundo o serviço de meteorologia não eram esperadas chuvas fortes em São Caetano", disse, em nota.

Celso Luiz/DGABC

Santo André afirmou que nas ruas Olinda, esquina com a Lauro Muller, Pederneiras e Doutor Simão de Lima só houve formação de lâminas de água "ocasionadas por conta da vasão do rio que estava alta e retorno dessa água pelas bocas de lobo". Além disso, o município registrou quedas de árvores nas ruas Aloísio Coimbra, Carinas, Gamboa, Andaraí e Curuzu. "Todas estas ocorrências já foram atendidas", finalizou o texto. De acordo com o Corpo de Bombeiros, também teve ocorrência de queda de árvore sobre veículo na Rua Burgas, 65, no bairro andreense Jardim Oriental.

Em São Bernardo, há relatos de falta de energia elétrica e quedas de árvores. O leitor Anderson Gores enviou imagens da Alameda Dona Tereza Cristina, Nova Petrópolis, onde duas árvores de grande porte caíram. A luz acabou, mas ninguém se feriu (abaixo). A via está interditada no cruzamento com a Rua Princesa Maria Amélia. "Equipes da Secretaria de Serviços Urbanos atuaram de forma emergencial para a remoção de 24 árvores, que caíram durante a chuva", disse o Paço, em nota. Em resposta a falta de energia a Enel confirmou que alguns bairros em São Bernardo, além de Santo André, Diadema e Mauá foram impactados. "Equipes da distribuidora estão mobilizadas para restabelecer a energia aos clientes afetados o mais breve possível."

Anderson Gores/Divulgação

Anderson Gores/Divulgação

A prefeitura são-bernardense relatou ainda que alguns bairros registraram queda de granizo e rajadas fortes de ventos, mas nenhuma grave ocorrência foi registrada. O volume de água nas regiões mais afetadas foi de 38,9 mm (Vila São Pedro), 30,09 mm (Centro) e 26,1 mm (Baeta Neves) e contrariou a previsão do Instituto Somar de Meteorologia, que não previa chuva para esta quinta-feira. "Devido à queda de uma placa comercial (abaixo) e ponto de alagamento, a Rua Marechal Deodoro, no Centro, ficou com uma faixa interditada, próximo ao cruzamento com a Rua Américo Brasiliense. Foram registrados problemas de trânsito na Rua dos Vianas e a Avenida Luiz Pequini", informou.

Denis Maciel/DGABC

 Na Avenida Marechal Deodoro, 1.570, a placa da loja Caedu foi parar na calçada e árvore caiu também na Rua Carlos Del Prete, altura do número 63 

O Diário entrou em contato também com as prefeituras de Diadema, Mauá e Ribeirão Pires, que informaram que não registraram nenhuma ocorrência relacionada à chuva. Rio Grande da Serra ainda não respondeu.

Comentários


Veja Também


Voltar