Política

Auricchio inclui PS cardiológico em plano de governo


O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), candidato à reeleição, prometeu ontem a construção de pronto-socorro cardiológico no município. Batizado de ‘ProntoCardio’, o equipamento absorverá a demanda específica por atendimentos de urgências de doenças do coração. A promessa é de entregar a unidade até 2023.

O anúncio foi feito ontem à noite, durante o lançamento virtual do plano de governo. “Nós vamos fazer onde hoje está instalado o estacionamento do complexo hospitalar (Márcia e Maria Braido), será um bloco novo (no equipamento). Será um pronto-socorro de cardiologia exclusivo para o morador de São Caetano, onde serão atendidas todas as urgências cardiológicas, como realização de exames e cirurgias”, especificou Auricchio, ao Diário.

O tucano alegou que o equipamento deverá agilizar o atendimento à demanda por procedimentos cardiológicos na cidade. “Nós temos um perfil de envelhecimento muito acentuado da população de São Caetano, com características de doenças crônicas, principalmente doenças do coração. Não é uma questão de (existir) fila, mas o morador não vai mais depender da Cross (Central de Regulação de Oferta de Serviços de Saúde) para arrumar, por exemplo, um cateterismo sabe-se lá onde.”

Durante a apresentação do plano de governo, Auricchio também citou a inclusão de série de propostas para preparar a cidade para o pós-pandemia de Covid-19. Os projetos vão desde ações na área de saúde, inclusão social e finanças públicas. “São Caetano será vanguarda da imunização (a cidade é uma das selecionadas para a testagem da vacina chinesa). Temos de ter pé no chão quanto à chegada da vacina, mas precisamos estar preparados. Do ponto de vista social, haverá um agravamento do grau de vulnerabilidade da população, sobretudo após o fim do auxílio emergencial. Por isso, precisamos retomar todos os serviços que estão no guarda-chuva do Programa Pró-Família, como a volta do auxílio-medicamento, por exemplo”, citou o tucano.

O iminente impacto nas contas públicas causado pela pandemia e a necessidade de recuperação econômica também estão nos eixos do plano de governo. Nesse contexto, o tucano falou em oferecer microcréditos para microempreendedores e pequenas empresas. Para fomentar a criação de empregos, o plano prevê benefícios fiscais, como abatimentos em impostos como ISS (Imposto Sobre Serviços) e IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) para empresas que criarem novas vagas a partir do ano que vem. “Também pretendemos lançar um programa de refinanciamento de dívidas para aquele contribuinte que contraiu algum débito durante os meses da pandemia. Será espécie de Refis da Covid. Todas essas propostas estão ancoradas na responsabilidade fiscal, que impera sobre qualquer gestor público.” 

Comentários


Veja Também


Voltar