Confidencial

Na torcida por uma final regional


Não tenho a pretensão de fazer como meu amigo e colega Anderson Fattori, atualmente editor de Setecidades do Diário mas que, nos seus tempos de Esportes, utilizava deste espaço para fazer seus prognósticos, o chamado Palpitão do Fattori. Entretanto, admito que estou bastante esperançoso e confiante para uma final do Campeonato Paulista da Série A-2 entre São Bernardo FC e São Caetano. Líder e vice na primeira fase, Tigre e Azulão já teriam conquistado as vagas de acesso para a elite caso o regulamento fosse de uma competição de pontos corridos. Porém, a dupla agora tem o mata-mata pela frente e por tudo aquilo que demonstrou até aqui, a enxergo como favorita a subir. Como estão em lados opostos da chave, não correm o risco de se enfrentar na semifinal. Ou seja: têm tudo para estar frente a frente dias 4 e 11 de outubro – datas nas quais deverão ser disputadas as finais, em uma decisão 100% do Grande ABC.

O São Bernardo FC pós-paralisação da Série A-2 mostrou algumas falhas defensivas que ligaram o sinal de alerta – tanto que em três jogos sofreu seis gols, mesma quantidade das 12 rodadas iniciais –, mas o técnico Marcelo Veiga demonstra tranquilidade. Afinal, tem um elenco com muitas possibilidades e alternativas, o que abre um leque ainda maior de opções dentro de um jogo com cinco substituições. E, para melhorar, contratou durante a pandemia o meia Allan Dias, que vem tendo atuações de deixar saudades tanto no Anacleto Campanella quanto no Bruno Daniel. São nestas condições que o Tigre desafiará o Juventus.

Já o São Caetano venceu com propriedade seus três compromissos desta reta final da Série A-2 pós-quarentena. Bateu o próprio vizinho São Bernardo FC, goleou o Votuporanguense e despachou o Osasco Audax. O técnico Alexandre Gallo também tem a seu favor muitas peças de qualidade, com destaque aos recém-chegados Everton Dias e Luan Costa. No último jogo, o retorno do atacante Ronaldo foi uma boa notícia. Afinal, vinha sendo a referência ofensiva do time antes da pausa do campeonato. Assim, o encorpado e embalado Azulão vai com tudo para cima do Monte Azul – este que, por sua vez, sofreu baixas durante os meses que o torneio parou.

Assisti a todos os times desta Série A-2 em ação e acredito que apenas dois podem fazer frente à dupla do Grande ABC: Portuguesa (que desafiará o XV de Piracicaba) e São Bento (tem pela frente o Taubaté). Antes da parada, colocaria os taubateenses – que têm como dirigente Carlito Arini, ex-Ramalhão – entre os favoritos, mas sofreram grande queda de rendimento (fizeram três pontos em nove disputados no regresso da competição). A Lusa, por outro lado, se reforçou. Desde a chegada do técnico Fernando Marchiori vem se estruturando dentro e fora do campo. Levou Flávio Alves do EC São Bernardo para ser gerente de futebol e contratou alguns reforços, entre eles o zagueiro Ícaro, o meia Raphael Toledo e o atacante Anselmo, três dos responsáveis pelo acesso do Santo André no ano passado, além de contar com o goleiro Paes, Willian Magrão, Lúcio Flávio, Jobinho e Roger. Já o Bentão, do ex-arqueiro ramalhino Paulo Vitor, está em plena disputa da Série C do Brasileiro e, para tanto, conta com elenco qualificado, apesar de enxuto, comandado pelo experiente técnico Edson Vieira.

Acredito, portanto, que São Bernardo FC, São Caetano, Portuguesa e São Bento passem às semifinais. E torço para que Tigre e Azulão avancem à final. Porque é como sempre digo: não é ser parcial, mas o sucesso dos times do Grande ABC é também o desta editoria de Esportes; afinal, onde as equipes da nossa região forem, estaremos com elas!

AÇÕES
O São Caetano está bem perto de anunciar algumas ações para a torcida azulina. Sob nova gestão, entre eles do advogado Paulo Francisco Henriques Fernandes – junto de outros quatro sócios –, o clube deseja trazer de volta o público ao Estádio Anacleto Campanella, aproximar os jogadores dos fãs e aumentar a venda de itens relacionados ao time. Duas delas são o sócio-torcedor e um clube de benefícios (associando a marca do Azulão a outras grandes), mas existem diversas outras que estão em estágio avançado de conversa para implementação e oferta. Mostras de que o São Caetano está mesmo em boas mãos.

FELIZ ANIVERSÁRIO
Morei próximo ao bairro Ferrazópolis, em São Bernardo, a maior parte da minha vida. E não posso deixar passar batido uma mensagem de parabéns ao Palestra, clube que completa hoje 85 anos. Sou daqueles saudosistas e românticos que gostariam de ver o time de volta aos campos, além de outras modalidades também ativas – foi onde começou o mesa-tenista Hugo Hoyama, possui títulos brasileiros de aeromodelismo e já montou boas equipes de handebol, futsal, vôlei, basquete e outras. E não tenho dúvida que os conterrâneos Tigre e Cachorrão não veriam problemas ou seriam contrários ao regresso do Alviverde. Pelo contrário. Presenteariam quem ainda é apaixonado pelo clube, como o amigo Leandro Giudici. 

Comentários


Veja Também


Voltar