Memória

Uma professora no museu


Falamos da professora Sonia Maria Franco Xavier. Ela levou adiante o projeto do Museu de São Caetano, participando da luta pela sua transferência da Vila São José para o bairro Fundação, onde está presentemente.

Acompanhamos de perto a luta da Sonia. Ela batalhou muito para que o museu crescesse, se consolidasse e se transformasse – juntamente com a revista Raízes – na base desta fundação exemplar que é Pró-Memória de São Caetano.

E por que destacamos a professora Sonia? Vocês lembram, outro dia, que citamos a Praça Portugal, que guardava o busto do industrial Armando de Arruda Pereira, de notícia do jornalista Hermano Pini Filho no Estadão em 1960? Pois é: não localizamos a praça no mapa da cidade e nos lembramos de um trabalho sobre os logradouros públicos originado de pesquisa feita pela Sonia.

Ocorre que este livro da Sonia permanece inédito. E, com certeza, nele está a localização da Praça Portugal, ou o que restou dela.

Sonia escreveu o maravilhoso Inventários dos Signos de Logradouros Públicos de São Caetano do Sul (Editora Hucitec/PMSCS, 1996), que teve o trabalho técnico e de edição de outro amigo querido, o professor e jornalista Aleksandar Jovanovic, ex-Diário.

E por que não publicar agora o livro das ruas e praças da cidade que a Sonia escreveu?

Anos atrás, na imprensa de São Caetano, o jornalista Humberto Pastore produziu um belo trabalho sobre os logradouros da cidade. E agora, de repente, paramos na interrogação da Praça Portugal. Que falta faz um livro que comente sobre esta geografia são-caetanense.

Sonia, Hermano, Aleks, Humberto... reservas intelectuais de uma São Caetano que conta a sua história. Tempo de deixarmos de lado possíveis rusgas. Somos tão poucos. Juntos, podemos levar adiante os ideais de tantos, do professor Martins, do Dr. Oscar Garbelotto, do injustamente esquecido José Roberto Gianello, deste verdadeiro formiguinha chamado Luiz Romano. Vamos lá, moçada, deixemos o mi-mi-mi de lado...


AMANHÃ NA SEMANA SÃO CAETANO
- Cerâmica, o clube
- Lembranças de um menino
- Meu pai é o Berengani

Diário há meio século

Quarta-feira, 29 de julho de 1970 – ano 13, edição 1295
Futebol – 1 – Santo André FC ressurge oficialmente – semente do atual EC Santo André, o Ramalhão...
Futebol – 2 – GE e Casas Bahia homenageiam o massagista Mário Américo, tricampeão brasileiro, com uma máquina de lavar roupas.


Em 29 de julho de...

1915 – Moradores de Santo André idealizam representação à administração da Estrada de Ferro São Paulo Railway pedindo que o horário do último trem de subúrbio deixe a estação às 20h.
Nota – Naquele tempo, o último trem partia de Santo André às 18h50.
1930 – Comissão Executiva de Propaganda do Partido Democrático realiza sessão cívica em São Paulo de homenagem à memória do presidente da Paraíba, João Pessoa, assassinado no Recife.
Nota – Na convocatória, a comissão protesta “contra os processos políticos dos reacionários que o vitimaram”.
No Recife, o povo acompanha o corpo de João Pessoa até a estação cantando o Hino Nacional.
- No Caminho do Mar, entre São Bernardo e Santos, um automóvel precipita-se de um despenhadeiro, ficando feridos o engenheiro-arquiteto Ernesto Behrteudt e familiares.

Santos do Dia

- Beatriz de Roma
- Olavo II da Noruega

MARTA. Em aramaico significa ''senhora’. Era a irmã de Maria e de Lázaro. Por várias vezes Jesus hospedou-se em sua casa. É considerada a patrona das cozinheiras e das donas de casa
 

Município Paulista

- Hoje é o aniversário de Porto Ferreira, fundado nesta data, em 1896, quando se separa de Pirassununga.
 

Comentários


Veja Também


Voltar