Cena Política

Guerra fria que há anos se vê em S.Bernardo


A discussão entre o líder do governo de Orlando Morando (PSDB) na Câmara de São Bernardo, Pery Cartola (PSDB), e o vereador Julinho Fuzari (DEM), recém-absorvido pela base de sustentação, remonta uma guerra fria que há anos se vê no Legislativo. Pery e Julinho chegaram no mesmo ano à casa, em 2012, depois de períodos como assessores de Morando e de Alex Manente (Cidadania), hoje deputado federal. Diante do governo de Luiz Marinho (PT), se entrincheiraram na oposição. Havia disputa velada pelo posto de líder oposicionista, que nenhum dos dois abria mão de ser. Eles se sucederam em representações ao Ministério Público, Tribunal de Contas, requerimentos de informações. Em 2016, partiram para a tentativa de reeleição com duelo de saber quem ficaria na frente de quem, se algum deles bateria a casa dos 10 mil votos para vereador. Nenhum deles chegou a esta marca, mas Pery ficou à frente de Julinho – 7.540 a 7.252. O resultado só acirrou os ânimos, até porque, Pery ficou governista (no apoio a Morando) e Julinho permaneceu na oposição. Agora, com Julinho na situação, velhas mágoas são remoídas, trazendo dor de cabeça ao chefe do Executivo.

Opção
Dentro do PSDB de São Caetano, cresceu o volume de filiados que pediram para a direção considerar o nome de Gersio Sartori (PSDB), ex-vereador e hoje subsecretário de assuntos governamentais, como possível vice do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), que buscará a reeleição. Em 2016, Gersio apostou na mulher, Neide, como candidata a vereadora, mas ela não obteve a cadeira. Dentro da legenda dois nomes se colocam no pleito: o atual vice e ex-secretário de Esportes Beto Vidoski e o ex-reitor da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), o professor Marcos Bassi.

Vídeo – 1
O vídeo gravado pelo deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo, agitou os bastidores da política local. Na publicação, Alex volta a fazer afagos ao iminente aliado e prefeito Orlando Morando (PSDB) ao destacar o cartão merenda, instituído pela Prefeitura em meio à pandemia do novo coronavírus. O parlamentar acusa o PT de São Bernardo de querer impedir a entrega do benefício. “A Justiça não permitiu esse absurdo”, comenta o deputado. “O PT tentou prejudicar as pessoas e pensar na eleição.”

Vídeo – 2
A resposta veio via presidente municipal do PT, Cleiton Coutinho. O dirigente rebateu o deputado Alex Manente (Cidadania) e acusou o parlamentar de divulgar fake news sobre o caso. “De forma desonrosa usa de expediente mentiroso para espalhar notícia mentirosa sobre o cartão merenda na cidade”, declarou o petista, adiantando que vai à Justiça contra o político. Segundo Coutinho, o PT recorreu à Justiça para que as famílias sigam recebendo o cartão merenda. “Nosso compromisso é com a verdade e com o povo de São Bernardo.”

Prévias
O Psol de São Caetano realiza neste fim de semana as prévias para escolha de quem será o candidato do partido à Prefeitura neste ano. O ex-vereador Horácio Neto e Daniel Lima duelam pela preferência da militância. Serão dois dias de votação, com objetivo de evitar a aglomeração diante da pandemia de Covid-19. O processo será físico, na Câmara de São Caetano. Hoje, a casa estará aberta das 9h às 17h. Amanhã, das 9h às 16h. Cerca de 400 filiados estão aptos a votar. O resultado deve ser divulgado amanhã mesmo, no fim da tarde.

Escritório
O escritório político do PSL de Santo André, localizado na Vila Assunção, foi inaugurado ontem, com a presença do prefeito Paulo Serra (PSDB). Também estava presente o pré-candidato do partido à Prefeitura de São Bernardo, vereador Rafael Demarchi. O presidente do partido em Santo André é Regis Rejão. 

Comentários


Veja Também


Voltar