Memória

O centenário de Arnaldo Margonari


Vila de São Bernardo, 16 de julho de 1920, data de nascimento do bambino Arnaldo, filho de Américo Margonari e Angelina Coppini Margonari, neto de Giovanni Margonari e Clorinda Gerbelli, bisneto de Alessandro Margonari e Lúcia Lanzoni.

Os italianos Margonari fizeram parte da primeira leva de imigrantes estabelecidos no Núcleo Colonial de São Bernardo. O ano: 1877, no Império. Ocuparam a sede da então Freguesia de São Bernardo no eixo da futura (e atual) Rua Municipal.

Os nonos Giovanni Margonari e Clorinda Gerbelli casaram em 1875. Veio a primeira filha, Lúcia, nascida na Itália. Cerca de dois anos depois, casal e filha deixam Governolo-Roncoferraro, na região de Mantova, em direção ao Brasil – e a São Bernardo, onde nasceram Américo, Rosa, Páscoa, Ricardo e Antonio.

Arnaldo Margonari casou com Maria Bianchini Margonari e tiveram os filhos Osmar, Neusa, Roberto e Carlos, e os netos Douglas, Glauco, Aglaê, Thais, Glaucia, Caio, Carolina, André e Diogo.

Uma linda história familiar, sempre no eixo da Rua Municipal. Sr. Arnaldo faleceu em 5 de dezembro de 1988. Tinha 68 anos.

A FÁBRICA
Até os anos 1960 e mesmo 1970, o Centro de São Bernardo era recheado de fábricas de móveis, um parque industrial que se estendia pelas vilas centrais. A dos irmãos Margonari situava-se na Rua Municipal, 252, na época número 30, em frente à casa onde Arnaldo nasceu. São Bernardo era a Capital Brasileira dos Móveis.

Diário há meio século

Quarta-feira, 15 de julho de 1970 – ano 13, edição 1283
São Caetano – Anunciada para 28 de julho, aniversário da cidade, a inauguração da nova ala do Hospital São Caetano, que terá lanchonete.

Em 16 de julho de...
1920 – Colônia italiana de Santo André promove a já tradicional festa de Nossa Senhora do Carmo, antecedida por novenas que tiveram grande assistência de fiéis.
No dia da festa, um trem especial deixava Santo André às 22h para a Estação Luz, conduzindo os visitantes paulistanos.
1930 – Papa Pio XI declara Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil.
1950 – Ao ser derrotado na final por 2 a 1 pelo Uruguai, em pleno Maracanã, o Brasil perde a Copa do Mundo, ficando em segundo lugar.
Nota – A propósito da Copa de 1950, leiam o excelente trabalho escrito pelo professor Gustavo Longhi de Carvalho (do Memofut), publicado no site do CRFB (Centro de Referência do Futebol Brasileiro), que faz parte do Museu do Futebol.
Acessem: https://medium.com/museu-do-futebol/70-curiosidades-nos-70- anos-da-copa-de-1950 -ef02e7495cc1.

Santos do dia
- Hilarino
- Maria Madalena Postel
- Vitalino
- Nossa Senhora do Carmo - A Ordem carmelitana considera seus fundadores o profeta Elias e seu discípulo Eliseu. Em Santo André, a Catedral do Carmo é a sede da Diocese do Grande ABC

Município paulista
- Hoje é o aniversário de Jaboticabal, elevado a município em 1867, quando se separa de Araraquara.
Fonte: IBGE

Hoje
- Dia do Comerciante 

Comentários


Veja Também


Voltar