Memória

Figurinha de ouro e o Grande ABC


Em 2000, seis anos após a morte de Martinelli (1934-1994), ele foi eleito o melhor jogador de todos os tempos do Paulista FC, numa pesquisa conjunta da Rádio Cidade e site Galonet. Oitenta mil pessoas votaram.

José Roberto Fornazza, do Memofut, localizou a família de Enério Martinelli e fez um levantamento de jogos do saudoso craque enfrentando Corinthians de Santo André, EC São Bernardo, São Caetano EC e SE Irmãos Romano (extinto clube de São Bernardo).

Fernanda Martinelli Chaves, uma das quatro filhas de Martinelli, enviou à Memória as imagens que ilustram Memória hoje.

Intercâmbio regional (*)

Texto: José Roberto Fornazza

A primeira partida oficial do Martinelli, com alta probabilidade, foi no dia 31 de agosto de 1952, numa vitória de 9 x 2 do Paulista contra um time chamado Ceteiense, de Taubaté, pela Segunda Divisão de profissionais.

Foi a primeira rodada do campeonato, e primeira partida de uma escalação que qualquer ‘jundiahyense’ com mais de 60 anos sabe de cor: Nicanor; Jau e Martinelli; Leo, Dalmo e Alcides; Alvair, Tito, Bragato, Arturzinho e Ninho.

Foram muitos os jogos do Paulista contra times do ABC. Nos campeonatos de 1952 e 1953, Martinelli esteve sempre em campo.

Portanto, nos dois primeiros anos como profissional, Martinelli jogou com certeza 11 vezes contra times do ABC, com sete vitórias, três empates e apenas uma derrota.

Há também dois jogos contra o Palestra de São Bernardo, com uma vitoria do Paulista e um empate, mas sem a ficha técnica, por isso não dá para afirmar com certeza que Martinelli jogou.

Jogos realizados com Martinelli em campo:

EM JUNDIAÍ

1952 – 6 x 2 contra o São Bernardo em 28 de setembro; 4 x 1 contra o São Caetano em 19 de outubro; 2 x 2 contra o Corinthians em 28 de dezembro.

1953 – 1 x 0 contra o São Caetano em 5 de abril; 1 x 0 contra o São Caetano em 29 de novembro.

1954 – 4 x 1 contra o Corinthians em 24 de janeiro.

NO GRANDE ABC

1952 – Corinthians 0 x 2 Paulista em 5 de outubro; São Bernardo 0 x 1 Paulista em 21 de dezembro.

1953 – São Caetano 0 x 0 Paulista em 29 de fevereiro; Corinthians 1 x 1 Paulista em 6 de dezembro.

1954 – São Caetano 3 x 1 Paulista em 17 de janeiro.

O TEMPO PASSA...

Mais um jogo do Paulista em Santo André, com Martinelli em campo: Irmãos Romano (de São Bernardo) 1 x 4 Paulista, em 6 de agosto de 1961.

Árbitro: João Batista Laurito.

Renda: Cr$ 11.200.

Gols: Martinelli (2), Diango, Zito (contra) e Antonio.

Irmãos Romano: Dorival (Cajuru), Riogo e Alemão, Maurinho, Zito e Azeitona; Reti, Carvalho, Café, Tirica e Antonio.

Paulista: Garcia, Ado e Martinelli, Jair, Belé e Buzone; Silas, Diango, Rafael, Euripides e Emílio.

Nota – Informa Luiz Romano (também do Memofut) que a SE Irmãos Romano, em 1961, já sem o seu estádio na Vila do Tanque, em São Bernardo, mandava jogos no Estádio Américo Guazzelli, em Santo André, pertencente ao Corinthians local. Neste estádio, em 7 de setembro de 1956, Pelé fez seu primeiro gol como profissional, frente ao goleiro Zaluar.

Entre 1961 e 1964, Irmãos Romano e Paulista se alternavam segurando a lanterna da Segundona. Iam para o rebolo, contra o último colocado da outra série. E se safavam na bacia das almas.

Eu tive um vizinho, em Jundiaí, o Nim Nascimento, que foi profissional e jogou vários anos no Volkswagen Clube. Tanto que arrumou emprego na VW e ficou em São Bernardo até se aposentar. Foi em 1966 e 1967. Nim, um grande cara.

(*) Júlio Diogo e Rodolfo Stella (Memofut), autores de livro com a história da Segunda Divisão. O livro traz 95% das fichas técnicas de todas as partidas, de 1947 a 1977.


News Seller há 55 anos

Domingo, 11 de julho de 1965 – ano 28, nº 375

Manchete – Demissões em massa no funcionalismo de São Bernardo</CF>. Anuncia-se a demissão de 400 servidores, como medida de economia.

Santo André – Fundada a Escola Técnica Pentágono, em sociedade reunindo o professor Amadeu Salomão, o engenheiro José Gomes, Carlos Corrêa, Humberto Mahlman e Euclides Rios.

Em 14 de julho de...

1915 – Notícias da Santa Casa de Misericórdia de São Bernardo, hoje o Hospital Municipal de Santo André:

Enfermarias foram instaladas em 1º de julho de 1915.

Entidade conta com um pequeno auxílio do governo do União e pleiteia auxilia do Estado: “A nossa população, na sua quase totalidade, é composta de operários, muitos dos quais sem colocação em nossos estabelecimentos industriais”.

O arcebispo metropolitano, dom Duarte Leopoldo e Silva, que esteve em visita pastoral nos dias 4 e 5 de julho a São Bernardo e Santo André, sagrou o edifício da Santa Casa. Uma ata foi lavrada e assinada pelo arcebispo e demais presentes.

Durante sua estada, o arcebispo ficou hospedado na casa de Antonio Queiroz dos Santos.

1975 -  Iniciadas as obras dos túneis sob os trilhos da estrada de ferro da Estação de Santo André. As antigas cancelas, chamadas de porteiras, têm os dias contados.

Hoje

- Dia Internacional da Liberdade de Pensamento

- Dia do Propagandista

- Festa Nacional da França, que comemora a queda da Bastilha

Santos do dia

- Franciso Solano

- Camilo de Lellis

Comentários


Veja Também


Voltar