Cena Política

Atila encontra alternativa nas redes


O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), sofreu duro golpe no fim de semana passado, quando a Justiça Eleitoral determinou que ele excluísse termos de postagens no Facebook – o socialista teve de desativar suas contas. Atila é muito ativo nas redes sociais. Gosta de exibir fotos e vídeos do dia a dia na Prefeitura, vistoriando obras, conversando com lideranças. Sem esse canal de comunicação, houve abalo político. Mas ele recorreu a uma solução caseira para seguir com a divulgação de seu mandato: o perfil de sua mulher, a primeira-dama Andreia Rolim Rios. Esse virou o canal oficial do governo – evidentemente, sem os usos de hashtags, que motivaram a ação eleitoral. Mas Atila não perde a oportunidade de alfinetar os adversários em cada publicação. Em algumas fala de tentativa de censura. Em outras, diz que os rivais não querem deixar que a população veja determinada obra. A foto do perfil também foi alterada: para uma de Andreia ao lado de Atila.

Alvo
Mais uma ação do vereador Pery Cartola (PSDB), de São Bernardo, gera comentários na Câmara. Pery usou as redes sociais para dizer que protocolou documento para questionar o governo de Orlando Morando (PSDB) sobre a autorização de construção de um mercado em área verde na região central da cidade. Além do fato de Pery deixar a administração que ele defende no Legislativo em saia justa com essa publicação, parlamentares reclamaram que pouca batalha foi travada quando o terreno foi colocado à venda, no ano passado.

Readmissão
Com o adiamento da eleição, antes marcada para o dia 4 de outubro e agora agendada para o dia 15 de novembro, diversos pré-candidatos a vereador que haviam sido exonerados pelo governo do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), retornaram às funções na administração. Terão pelo menos mais um mês de salário até que, pela Justiça Eleitoral, tenham de deixar os postos de trabalho para participar do pleito.

Homenagem
O vereador Zezão Mendes (PDT), de Santo André, protocolou projeto para dar nome de padre José Mahon à creche no Jardim Mirante, inaugurada no ano passado. Padre Mahon atuou por cinco décadas em Santo André, sendo uma das principais figuras contra a ditadura militar no Grande ABC. Francês de nascimento, Mahon chegou ao município nos anos 1950. Morreu em maio de 2018, vítima de leucemia.

Pluralidade
Na segunda-feira, o ex-deputado Ramalho da Construção (PSD) organiza uma live para discutir a transposição do Rio São Francisco com figuras que transitam nas mais diversas frentes políticas. O evento terá participação do ex-prefeito de Diadema e pré-candidato ao Paço diademense pelo PT neste ano, José de Filippi Júnior, o ex-vereador diademense Atevaldo Leitão (PL) e Adriana Ramalho (PSDB), vereadora de São Paulo.

Luto
Morreu na quinta-feira Almeida Franco, um dos fundadores do PSDB e que assessorou figuras importantes da política de Diadema ao longo do tempo. Ele contraiu Covid-19. Franco havia se filiado recentemente ao Pros, a pedido do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), para sair candidato a vereador. Franco foi homenageado por série de personagens da política local, como o deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos).

Grupo de risco
Até agora vereadores reclamam do fato de a presidência da Câmara de Mauá não ter adotado as sessões virtuais. O retorno às plenárias aconteceu, de forma presencial, a despeito de haver boa parcela dos parlamentares dentro do grupo de risco para a Covid-19, como Admir Jacomussi (Patriota), Ivan Stella (PSB), Manoel Lopes (DEM), Chico do Judô (PSD) e Pastor José (Avante).
 

Comentários


Veja Também


Voltar