Economia

Shoppings da região finalizam preparativos para reabrir as portas


Autorizados para reabrirem a partir de segunda-feira, os shoppings do Grande ABC se preparam para retomada das atividades, dentro das restrições impostas pelo governo do Estado, como limitação de horário de funcionamento, impedimento de aglomeração de clientes e funcionários e manutenção do fechamento de praças de alimentação e cinemas.

Ontem, o governador João Doria (PSDB) incluiu a região na Fase 2 (laranja) do Plano São Paulo, o que permite que alguns estabelecimentos não essenciais voltem a operar, como concessionárias de veículos, escritórios, imobiliárias, comércios de rua e shoppings. Os prefeitos das sete cidades avisaram que nos próximos dias publicarão decretos que liberam a reabertura desses setores a partir de segunda-feira.

Os shoppings fecharam as portas em março, quando foi estabelecida quarentena total no Estado com objetivo de impedir a disseminação do novo coronavírus. Os centros de compras recorreram aos sistemas de delivery ou drive-thru para tentar minimizar as perdas financeiras. Ao todo, o Grande ABC tem nove shoppings, que precisarão reinventar o atendimento: abrirão entre 16h e 20h, terão de oferecer álcool gel aos clientes, aferir a temperatura das pessoas e obrigar o uso de máscaras. Também terão de liminar a 20% da capacidade o volume de frequentadores.

Situado na Avenida Industrial, na região central de Santo André, o Grand Plaza Shopping confirmou que vai reabrir o acesso ao público na segunda-feira. Além do horário especial, a retomada vai incluir ações de prevenção, como a redução no número de vagas de estacionamento e aumento da distância entre veículos, controle de acesso de pessoas por medidores de fluxo em tempo real, medição de temperatura do público, verificação do uso de máscaras e disponibilização de álcool gel e tapetes para desinfecção de calçados.

O estabelecimento também demarcou áreas para distanciamento, considerando possíveis filas de atendimento em pontos como caixas eletrônicos e elevadores e instalou sinalização orientativa em pontos de contato, como escadas rolantes. Foi feita a testagem da Covid-19 nos funcionários do centro de compras. A praça de alimentação vai funcionar para pedidos e retirada de itens para viagens. Os clientes continuarão a ter outros canais como opção de compra, casos do drive thru e a loja on-line https://loja.grandplazashopping.com.br/.

Os demais centros de compras da região ainda aguardam a edição dos decretos para cravar a retomada. Em São Bernardo, o Metrópole afirmou que se concentra no preparo para garantir que a abertura seja tranquila e segura. “Em alinhamento às diretrizes dos órgãos competentes, e como forma de garantir operação zelosa, segura e adequada ao momento, o shopping reabrirá em data ainda a ser definida, com horário reduzido e plano de abertura estruturado para preservar o bem-estar e a saúde de todos”, informou, em nota.

O Golden Square Shopping informou que possui plano de retomada e protocolo de prevenção com procedimentos de sanitização e desinfecção, redução do controle de fluxo e distanciamento social, entre outras medidas.

O ParkShopping São Caetano ainda aguarda diretrizes municipais, assim como o ABC, em Santo André, e o Praça da Moça, em Diadema, que também destacaram a implementação de medidas de higiene e segurança.

Comerciantes também se preparam

A primeira fase da reabertura, que tem início na próxima semana no Grande ABC, inclui centros comerciais, comércio varejista, escritórios, concessionárias de veículos e serviços imobiliários. Mesmo que nem todos os segmentos estejam contemplados inicialmente, lojistas também começam a implantar medidas de segurança.

De acordo com o presidente da Acisbec (Associação Comercial e Industrial de São Bernardo), Valter Moura, o comerciante já deve ir se preparando. “Já estamos nos antecipando aos decretos que devem ser publicados pela administração municipal com a determinação de todo o protocolo a ser seguido para a reabertura do comércio. Independentemente do decreto, algumas determinações são básicas para o novo formato de atendimento daqui para frente”, disse. “Estamos enviando a partir de hoje (ontem), para todos os associados e empreendedores em geral, uma cartilha com proposta de abertura gradual do comércio”, disse.

“Ficamos com a questão: por que essa medida não foi adotada antes? Evitaria a falência de muitas empresas. Sempre fomos favoráveis à abertura gradual e consciente. O Dia dos Namorados, tão importante para o comércio, será mais uma data perdida. Quem puder deve usar o delivery para tentar recuperar alguma venda”, disse Moura.

Entre as medidas, estão a recomendação do distanciamento físico, além de uso de álcool gel, máscaras, orientações para os funcionários, organização do espaço interno, uso de soluções de limpeza, várias vezes ao dia, entre outras diretrizes.

O presidente da Acisa (Associação Comercial e Industrial de Santo André), Pedro Cia Júnior, destacou que é essencial que os estabelecimentos sigam todas as regras. “O início precisa ser perene e com todo o cuidado necessário. Isso porque não podem acontecer situações de voltar ao fechamento, como já vimos em outras cidades”, opinou.
 

Comentários


Veja Também


Voltar