Política

Nova data do pleito gera expectativa


Em meio às discussões sobre flexibilização do comércio em alguns Estados e cidades, a classe política tem traçado planos sobre a eleição que estava marcada para outubro deste ano. Começou a circular entre políticos da região a informação de que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) estaria disposto a jogar para dezembro a realização do pleito. O segundo turno aconteceria na semana do dia 20 em cidades onde há essa possibilidade. Outro comentário que permeia as conversas é sobre uma eventual reabertura da janela eleitoral, que permitiria a troca de sigla de vereadores no mandato – essa brecha se encerrou no começo do mês. 

Posicionamento

 A equipe deste Diário procurou o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) acerca de um agendamento da eleição deste ano. A assessoria da corte reforçou posicionamento da presidente da instituição, Rosa Weber, emitido em 29 de março, no qual ela disse que “neste momento ainda há plenas condições materiais de cumprimento do calendário eleitoral, apesar da crise sem precedentes no sistema de saúde do País causada pela pandemia do novo coronavírus”. “A presidente da corte destaca que acompanha atentamente a evolução diária do cenário nacional, inclusive para eventuais reavaliações, mantidas as atividades essenciais à realização das eleições de 2020.”

Garantia

 De última hora, o vereador Aurélio Bacelar de Paula, de São Bernardo, desistiu de ir para o PSC e se filiou no PSDB. O ex-petebista optou pelo partido do prefeito Orlando Morando (PSDB), uma vez que o PSC tem mantido conversas com o ex-prefeito Luiz Marinho, pré-candidato do PT à Prefeitura.

 Negociações 

 Aliás, o ex-prefeito Luiz Marinho (PT), de São Bernardo, dialoga com lideranças estaduais para aumentar o arco de aliados em sua pré-candidatura à Prefeitura. Está na mira do petista o PSD, cujo maior expoente é o ex-ministro e ex-prefeito paulistano Gilberto Kassab.

 Vídeos – 1 

 O vereador Professor Minhoca (PSDB), de Santo André, que há tempos mantém atividade política nas redes sociais, gravou dois vídeos que geraram comentários no meio político da cidade. O primeiro é uma cobrança direta ao governador João Doria (PSDB) sobre ações de estímulo à atividade física durante a pandemia do novo coronavírus. 

 Vídeos – 2 

 O segundo foi endereçado ao vereador Sargento Lobo (Patriota), seu colega na Câmara de Santo André. Recentemente Lobo gravou vídeo com críticas à gestão da saúde de Santo André, sobre o número de leitos na cidade. Minhoca relembrou que a crise econômica pré-pandemia já havia provocado aumento na procura pelo sistema público de saúde. Depois, citou que o governo do prefeito Paulo Serra (PSDB) instituiu hospital de campanha para desafogar os leitos atuais, elogiando o trabalho do Paço. “Tem gente falando groselha e mentira por aí (em recado a Lobo). Se o pai, a mãe, um tio precisarem, e se não houver o hospital de campanha, vão procurar os leitos normais e não vai ter.”

 Ofício

 O vereador Fernando Rubinelli (PTB), de Mauá, protocolou ofício junto à Promotoria da Infância e Juventude da cidade para que o Ministério Público exija da Prefeitura que a merenda escolar seja entregue na casa do aluno matriculado na rede pública. A representação, direcionada ao prefeito Atila Jacomussi (PSB), cita que Mauá é a única cidade da região a não adotar a medida durante a suspensão das aulas devido ao novo coronavírus.

Comentários


Veja Também


Voltar