Social

Carnaval: experimente!


Você já ouviu a bateria de uma escola de samba bem de perto? A sensação é indescritível. Mais do que, ao menos uma vez na vida, assistir aos desfiles no sambódromo, recomendo acompanhar os ensaios nos barracões. É lá onde é possível sentir toda a dedicação da comunidade para fazer bonito durante a Folia – esta coluna viveu a experiência na Sociedade Rosas de Ouro, em São Paulo.

É interessante também observar como as marcas utilizam a magnitude do Carnaval. A Mercedes-Benz, por exemplo, entrou no samba-enredo da Rosas, que apostou no tema Tempos Modernos. Eles vão levar tecnologia para a avenida, como pulseira que mede os batimentos dos integrantes da escola, QR code com as informações dos bastidores e o robô ROXP4, com inteligência artificial.

Pela primeira vez, inclusive, vão usar monociclos elétricos. Instituições de ensino superqualificadas aqui da região, como o Centro Universitário FEI, de São Bernardo, e o Instituto de Tecnologia, de Mauá, também fazem parte do projeto. Com tecnologia ou não, sentir a batucada tocar o coração não tem preço!

Bora dançar?
O Grande ABC tem a arte ‘correndo em suas veias’ como um todo, mas as manifestações de dança e os grupos da região são bem fortes. Vários se destacam na área lá fora e um deles é, com certeza, a Cia de Danças de Diadema. Estão abertas, até o dia 17, as inscrições (grátis) para o 15º ABCDança, tradicional festival organizado por eles. O encontro vai acontecer entre os dias 7 e 15 de agosto.

Comentários


Veja Também


Voltar