Cena Política

Pesquisa mostra dicotomia do PT


O Instituto ABC Dados divulgou ontem levantamento sobre o cenário eleitoral em Diadema, mas, dentre várias informações, uma chama atenção. Seiscentas pessoas foram entrevistadas e indagadas sobre o partido de preferência e a sigla que jamais votariam. Na primeira cidade a confiar a um petista o cargo de prefeito (em 1982, com Gilson Menezes), o PT foi elogiado por 23%, mas duramente atacado por 24%. Isso mostra que a legenda tem potencial real para estar no segundo turno, porém, ao mesmo tempo, sozinha não conseguirá avançar no pleito. Precisará conversar com demais forças políticas da cidade, e poucas estão mostrando disposição, neste momento, em abrir mão de candidaturas próprias para 2020.

Corrida ao Paço
O estudo apontou o ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) à frente na pesquisa estimulada sobre o cenário à Prefeitura de Diadema, com 23%. O deputado estadual Márcio da Farmácia (Podemos) aparece na segunda posição, com 11%, seguido pelo vereador Ricardo Yoshio (sem partido), pelo presidente da Câmara, Pretinho do Água Santa (DEM) e Vaguinho do Conselho (Republicanos), todos com 7%, pelo vereador Marcos Michels (PSB) e pelo secretário de Obras de Ribeirão Pires, Taka Yamauchi (PSD), com 5%. Completam a lista a secretária de Habitação, Regina Gonçalves (PV), com 4%, Cabo Angelo (sem partido), com 4%, e Jhonny Rich (PSL), com 1%.

Novo
O deputado federal Vinicius Poit (Novo) estará amanhã no Grande ABC, para participar de evento chamado Novo Talks, Como Transformar o Não em Sim. Ele comentará as experiências que têm vivido em seu primeiro mandato na Câmara Federal. “Vamos debater juntos as prioridades da região e o novo jeito de fazer política”, disse. A atividade acontece a partir das 9h, na Avenida Getúlio Vargas, 70, São Bernardo.

PV e Tunico
Nome forte do PV estadual, Vera Motta tomou um café com o presidente do partido em São Bernardo, Rafael Rigatto, mas a presença de um terceiro elemento chamou atenção na classe política da cidade: o ex-vereador Tunico Vieira (MDB). Evidentemente que o trio conversou a respeito do processo eleitoral do ano que vem, mas nenhuma conclusão foi tomada.

Contestação oficializada
Ex-vice-prefeito de Mauá, Paulo Eugenio Pereira Junior (PT) oficializou pedido junto à direção estadual contestando a pré-candidatura do vereador Marcelo Oliveira (PT) à Prefeitura pelo partido. Como esta coluna mostrou nesta semana, o petista acusa o correligionário de descumprir regras do estatuto a respeito da proporcionalidade na chapa apresentada. Paulo Eugenio tem defendido a indicação do ex-prefeito Oswaldo Dias (PT) para representar o petismo na corrida eleitoral.

Bancada
Com a fusão do PHS e do Podemos, os dois vereadores do PHS de São Bernardo, Martins Martins e Jorge Araújo, foram transferidos para o Podemos. Assim, a bancada da legenda será formada por três integrantes: Martins, Araújo e Eliezer Mendes.

Adiamento
A Assembleia Legislativa até tentou votar o projeto de reforma da Previdência, estopim da briga entre deputados na noite de quarta-feira, mas manifestantes contra a proposta protestaram, impediram acesso de alguns nomes ao plenário e forçaram o adiamento da votação para hoje. 

Comentários


Veja Também


Pesquisa mostra dicotomia do PT

O Instituto ABC Dados divulgou ontem levantamento sobre o cenário eleitoral em Diadema, mas, dentre várias informações, uma chama atenção. Seiscentas pessoas foram entrevistadas e indagadas sobre o partido de preferência e a sigla que jamais votariam. Na primeira cidade a confiar a um petista o c...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar