Cultura & Lazer

Ivete Sangalo fala da morte do irmão: É uma perda bem difícil


Ivete Sangalo falou pela primeira vez sobre a morte de seu irmão e ex-empresário Jesus Sangalo. Em entrevista ao programa A Tarde é Sua, da Rede TV, a cantora citou o irmão, que morreu aos 54 anos de idade no dia 7 de novembro, para falar sobre a perda de Gugu Liberato.

- Toda perda é muito difícil. Eu, no meu caso, perdi meu irmão, que é uma perda bem difícil. Quando penso em Gugu, penso na figura dele como pai, como filho, irmão de alguém, pessoa jovem que perdeu sua vida. Penso muito nos entes próximos que sentem isso, é uma coisa que dilacera a gente. E nos fãs, ele era um cara amoroso, distinto, muito sério e atento a tudo o que acontecia à volta dele. Espero que a família dele esteja confortada e que esses momentos por mais dolorosos ele tem que passar, mas a saudade vai ficar, não tem como, disse ela.

Ivete ainda fez uma reflexão sobre como as pessoas encaram a morte:

- A gente passa esses momentos de perda passa por eles cronologicamente, mas é muito difícil passar por eles emocionalmente. Pessoas que passam pela vida da gente com experiências positivas, de amor, aprendizado, vão sempre deixar saudade. A experiência da morte não sabemos lidar com ela, vamos viver ainda muito tempo para evoluir no conhecimento disso, que é o grande mistério da nossa vida. E me faz pensar sobre perdermos tanto tempo estando vivos com tanta bobagem, loucura, desrespeito, falta de empatia...

Na entrevista, a cantora baiana ainda falou sobre como se divide entre a família e a carreia, afirmando que se planejou para ter o filho, Marcelo, e as gêmeas, Marina e Helena:

- Tenho sorte de ter construído na minha cabeça uma estratégia de vida para que pudesse ter os meus filhos e consegui fazer esse arranjo de vida pessoal e trabalho, que se confundem. Meus filhos vibram muito quando saio de casa para trabalhar. Primeiro que o trabalho dignifica o ser humano e eu quero que eles saibam que a mamãe sai para trabalhar para viver e eles entenderam o quanto é importante a vida deles como individuo. A gente divide experiências, sou muito feliz, graças a Deus.

Comentários


Veja Também


Voltar