Cena Política

Água Santa investe de olho em Pretinho


Não é de hoje que a direção do Água Santa, time de futebol de Diadema, mostra que gosta da política local. Desde que o clube cresceu no cenário estadual, também aumentaram os trabalhos dos diretores junto à classe política diademense. O ápice aconteceu em 2016, quando Revelino Teixeira, o Pretinho, se candidatou a vereador e venceu o pleito, pelo DEM – Pretinho, aliás, levou às urnas o nome do Água Santa. Hoje presidente da Câmara, o democrata tem aspirações maiores. Seu nome é cotado para ser vice em algum projeto majoritário. Ele foi cortejado pelo ex-prefeito José de Filippi Júnior (PT) e pelo prefeito Lauro Michels (PV), que terá de indicar alguém para sucedê-lo. Diante do cenário, mais uma vez a direção do Água Santa agirá. O clube, que está na Série A-1 do Campeonato Paulista, vai investir pesado no time para que haja bom desempenho esportivo e, de quebra, auxiliar Pretinho em sua meta política. A avaliação interna é que se o Água Santa for mal no Paulistão – com um rebaixamento, por exemplo –, esse fato impactará nos projetos do vereador.

BASTIDORES

Clima bélico
A queda de braço entre o prefeito de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), e o superintendente da Arsep (Agência Reguladora de Serviços Públicos), Fabricio Tavares, permanece. Desta vez, o Paço chamou de volta o servidor Marcelo Augusto de Oliveira, que atuava na autarquia, sem anuência de Fabricio. Por sua vez, o gestor da Arsep mandou exonerar uma indicada do secretário de Administração, Marcos Maluf, homem de confiança de Atila. Curiosamente, Atila e Fabricio conversaram rapidamente na noite de quarta-feira, durante audiência pública sobre o projeto de concessão dos serviços da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá) para a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo). Atila e Fabricio têm se alfinetado em alguns temas, como mudanças na cobrança da tarifa de esgoto e também no processo de acordo com a Sabesp.

Mudança
A briga pública entre os deputados estaduais Gil Diniz e Janaina Paschoal fez crescer movimento na bancada do PSL para mudança da liderança do partido na Assembleia Legislativa, hoje sob responsabilidade de Diniz. Os parlamentares e assessores da sigla desconfiam que Diniz tem feito jogo com o PT em algumas votações, e não de agora sugerem a troca. Depois do episódio de terça-feira à noite, o desejo só aumentou. Favorito para assumir a função é Frederico D’Avila.

Encontro
Aliás, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) se encontrou ontem com o deputado federal Alex Manente (Cidadania), de São Bernardo. O assunto foi a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que trata da prisão após condenação em segunda instância, que tramita no Congresso e deve ser votada no ano que vem.

Mensagem
No domingo, haverá solenidade de abertura da vila de Natal com casa do Papai Noel, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade de Santo André, no Parque Prefeito Celso Daniel. Mas vazou uma mensagem de Carlos Bianchin, assessor especial, dizendo ser “fundamental” a presença de comissionados no evento e avisando que haverá lista de presença. Convidar assessores para essas solenidades é usual no poder público, mas a exigência da lista e o vazamento da mensagem agitaram os bastidores do Paço.

Reuniões
Representantes da CAF (Corporação Andina de Fomento), o banco de desenvolvimento da América Latina, estiveram nesta semana em São Caetano para analisar o programa de desenvolvimento e saneamento ambiental, da Prefeitura e do Saesa (Sistema de Água, Esgoto e Saneamento Ambiental). Houve reuniões do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), os secretários Jefferson Cirne da Costa (Fazenda), Iliomar Darronqui (Serviços Urbanos), Marília Marton (Governo) e Maria de Lourdes da Silva (Obras e Habitação), além do superintendente do Saesa, Rodrigo Toscano. “É a primeira vez que recebemos a CAF em São Caetano. Isso se deve à credibilidade que alcançamos nos últimos anos e que nos permitiu buscar recursos em instituições internacionais”, disse Auricchio. 

Comentários


Veja Também


Água Santa investe de olho em Pretinho

Não é de hoje que a direção do Água Santa, time de futebol de Diadema, mostra que gosta da política local. Desde que o clube cresceu no cenário estadual, também aumentaram os trabalhos dos diretores junto à classe política diademense. O ápice aconteceu em 2016, quando Revelino Teixeira, o Pretinh...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar