Social

Hospital da região promove festa em celebração a chegada de prematuros


 O que toda mãe e pai quer é levar o filho para casa após o parto. Mas tem quem ainda precise ficar um tempo no hospital. Às vezes,muito tempo. Para comemorar a vida de bebês que lutam para sobreviver, as maternidades São Luiz, da Rede D’Or, promovem, há oito anos, a Festa dos Prematuros. O Hospital Brasil teve como convidados 98 crianças e familiares em bufê de Santo André. Eles receberam capinhas de heróis e heroínas.

 Médicos e enfermeiros vibravam a cada um que chegava. “É gratificante ver que o sofrimento da família ficou para trás”, revela a supervisora de enfermagem Carla Quirino. “É sensacional ver as crianças que precisaram de suporte, alguns com menos de 1,5kg, correndo aqui”, observa Luciane Vinas, gerente médica do hospital.

 Giovanni, 6 meses,tinha 60% de não sobreviver. Mas estava lá, vestido de príncipe. Os pais Adriana e Ederson Piperno não conseguiam conter a emoção. Foi difícil ver o filho passar por duas cirurgias antes de uma semana de vida. “Mesmos sendo grave, tinha certeza que ele teria alta. Conversava com o Giovanni todo dia”, conta Adriana, que amamentou e deu banho no filho pela primeira vez quase um mês após o nascimento.

Comentários


Veja Também


Hospital da região promove festa em celebração a chegada de prematuros

 O que toda mãe e pai quer é levar o filho para casa após o parto. Mas tem quem ainda precise ficar um tempo no hospital. Às vezes,muito tempo. Para comemorar a vida de bebês que lutam para sobreviver, as maternidades São Luiz, da Rede D’Or, promovem, há oito anos, a Festa dos Prematuros. O ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar