Memória

O blá-blá-blá da campanha de 1989


 Do noticiário político do Diário do Grande ABC na edição de 16 de dezembro de 1989, uma quinta-feira:

Manchete: Collor já está no segundo turno; Lula e Brizola disputam a outra vaga. Maluf ganha em São Caetano

Lula propõe briga ideológica para enfrentar segundo turno.

Editorial:Rota democrática

Cena Política (Joaquim Alessi): eleição tranquila transforma a votação em festa democrata.

Cultura & Lazer: segundo turno promete um novo festival de frases.

A voz de Ary Barroso

Texto: Milton Parron

Focalizaremos neste fim de semana o genial compositor, pianista, narrador esportivo Ary Barroso.

Suas músicas famosas, entre elas uma das maiores expressões do chamado samba de exaltação, Aquarela do Brasil, seus programas de auditório e de calouros, serão revividos.

Chamo a atenção para três documentos muito raros:

1 – O primeiro deles focaliza a estreia de Ary nas rádios Tupi e Tamoio em 1950, contratado para narrar os jogos da Copa do Mundo daquele ano, cujo país-sede foi o Brasil. Após o campeonato, ele se dedicaria exclusivamente ao Calouros do Ary: dezenas dos maiores artistas brasileiros foram reveladas ao longo dos anos. 

2 – Outro documento importante refere-se ao período em que Ary Barroso apresentou programas de auditório na Rádio Record de São Paulo a partir de 1954.

3 – Por fim, sua estreia na Rádio Nacional em 1956, retornando depois de alguns anos de seu desligamento daquela emissora. 

Teremos o próprio Ary Barroso, narrando com a graça que lhe era peculiar, sua trajetória de vida desde os tempos de adolescência na sua mineira Ubá, passando pela juventude acadêmica já no Rio de Janeiro, onde cursou direito na Universidade Federal, culminando com seu ingresso no rádio em 1943, na Cruzeiro do Sul, onde lançou A Hora do Calouro, que permaneceu muitos anos no ar.

Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. Ary Barroso Volta ao Rádio. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje à noite, com reprise amanhã às 5h30. E na internet em bandeirantes.com.br – No ar.

Há 105 anos

Em 15 de novembro de 1914, Wenceslau Braz assumia a Presidência da República brasileira.

Em 1914, era assim a chamada Estrada do Carandiru, em São Paulo: um extenso e reto traçado natural que interligava a Capital aos bairros do Tucuruvi e Jaçanã e aos municípios de Guarulhos, Santa Isabel e Nazareth (Paulista).

Em 16 de novembro de...

1889 – Instalado o Governo Provisório no Estado de São Paulo, antiga Província.

1914 – A I Guerra. Do noticiário do Estadão:

Londres, 14. Consta que dois submarinos alemães, que faziam um raid na Mancha, foram postos a pique.

Petrogrado, 15. O czar Nicolau II declarou que fornecerá, do seu patrimônio pessoal, todo o dinheiro que for necessário para a reconstrução das igrejas católicas de várias aldeias, destruídas e incendiadas pelos alemães.

1919 – Assume o novo delegado de polícia de São Bernardo, João de Queiroz Assumpção.

Nota – O município de São Bernardo abrangia todo o espaço do atual Grande ABC: um único município, que a partir de 1945 seria dividido nas sete cidades atuais.

A Banda Lira de Santo André realiza uma festa em favor dos seus cofres sociais, com passeata pelas ruas do distrito, extração de uma tômbola (bingo), sessão de cinema e baile.

1939 – A II Guerra. Do noticiário do Estadão:

Marinha britânica perdeu um destroyer, que foi a pique por ter batido numa mina no Mar do Norte.

Malogrou o plano de mediação da Bélgica e Holanda.

1944 – inaugurado o primeiro telefone público do distrito de Mauá, na Rua Rio Branco, em estabelecimento da família Pereira e bem perto da estação ferroviária.

1959 – Operárias da seção de colagem de pastilhas da Cerâmica Sul-Americana S.A, de São Caetano, entram em greve por aumento salarial.

 Chega ao Brasil o presidente mundial da Volkswagen, Heinz Nordhoff, especialmente para receber o presidente da República, JK, que visitará a fábrica em São Bernardo.

Santos do Dia

Margarida da Escócia: a santa protetora do povo irlandês

GERTRUDES. Uma das maiores místicas da Idade Média. Teve, aos 25 anos, a primeira das visões. Propagou a celebração litúrgica do Sagrado Coração de Jesus. Faleceu em Helfta, Alemanha, em 1302.

Comentários


Veja Também


O blá-blá-blá da campanha de 1989

 Do noticiário político do Diário do Grande ABC na edição de 16 de dezembro de 1989, uma quinta-feira:

Manchete: Collor já está no segundo turno; Lula e Brizola disputam a outra vaga. Maluf ganha em São Caetano

Lula propõe briga ide...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar