Esportes

Em clima tenso, Azulão decide título da Copa Paulista


O São Caetano vive hoje um dos dias mais angustiantes da sua história. A um passo do título da Copa Paulista, a tarde, que deveria ser tranquila no Anacleto Campanella, ganhou tons de dramaticidade diante dos problemas financeiros externados pelos próprios jogadores durante a semana. O atraso nos salários, inclusive, pode fazer com que os atletas protestem antes da partida contra o XV de Piracicaba, que começa às 17h.

O temor do grupo azulino é que os débitos não sejam quitados após o jogo. Por isso, o elenco deve aproveitar a visibilidade do duelo, que terá transmissão pela Fox Sports, e se manifestar. Ainda não está decidido o tipo do protesto, que pode ser a entrada em campo com a camisa do avesso, atraso no início da partida ou até mesmo uma derrota por WO.

Os jogadores esperavam até ontem pelo pagamento de pelo menos parte dos débitos do clube, o que foi assegurado pelo presidente Nairo Ferreira de Souza ao coordenador do departamento jurídico do Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo, Guilherme Martorelli. Segundo os atletas, estão pendentes um mês de salário e dois de direito de imagem. Como o elenco entrou em concentração, ninguém foi localizado para confirmar ou não a quitação.

O presidente Nairo Ferreira se manifestou. Por mensagem, negou os débitos e assegurou que a final da Copa Paulista vai acontecer. “Não tem muito o que falar, o jogo vai ter. O que deixa triste são as informações que não são verídicas sobre salários. Tivemos atraso de cinco dias. Te pergunto: e atraso de vários clubes há mais de três meses de CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), imagem e ninguém fala? Mas do São Caetano vira manchete de jornais”, retrucou. “Foram pagos tudo, direito de imagem e CLT. Não estavam com dois meses, estavam com 16 dias de atraso o direito de imagem e cinco dias de CLT”, argumentou o dirigente, lembrando que os vencimentos dos atletas são divididos entre salário registrado em CLT e os direitos de imagem.

Nairo também negou que o encontro ocorrido com o jurídico do sindicato tenha sido por causa do problema, mas não comentou o vídeo gravado durante a semana pelos próprios jogadores, que cobraram publicamente o mandatário pelos salários atrasados.

Empate garante troféu ao São Caetano

Se fora de campo o clima no São Caetano é dos piores, com nítido racha entre jogadores e diretoria, dentro das quatro linhas tudo vai bem. No primeiro duelo da decisão da Copa Paulista, semana passada, o Azulão venceu o XV de Piracicaba por 3 a 2, no Interior, e precisa de um simples empate hoje para conquistar título inédito. Se perder por um gol a disputa será nos pênaltis.

O que foi trabalhado durante a semana pelo técnico Marcelo Vilar é incógnita. Todos os treinos foram fechados e os jogadores, blindados para não aumentar ainda mais a crise. A tendência é que a escalação seja a mesma da última partida.

A única dúvida é no gol. Titular, Tom se recupera de desconforto muscular e pode reaparecer na vaga de Luiz Daniel, que foi titular na primeira partida da final.  

Comentários


Veja Também


Voltar