Palavra do Leitor

Semasa forte para os próximos 50 anos


O Semasa completa 50 anos de olho no futuro, pautado nos 50 anos que ainda estão por vir. E chegar a esta importante marca histórica nos leva a retrospectiva emocionante, que denota a importância da autarquia, mas destaca, sobretudo, o processo de amadurecimento e desenvolvimento, para chegarmos ao novo modelo de gestão, de Semasa ainda mais forte. E garantir o futuro desta instituição séria e respeitada requer planejamento e austeridade. Por isso, não posso olhar para os 50 anos que se passaram sem falar dos 50 anos que virão. Para tanto, é preciso ter o controle financeiro sobre o seu futuro, eliminando dívidas e entraves históricos.

Entre os desafios de administrar Santo André, este, sem dúvida, foi um dos mais complexos e que mais exigiu esforços na condução de novo modelo de gestão, uma vez que o nome do Semasa vinha arranhado e, seu futuro, ameaçado por decisões equivocadas, que não levaram em conta plano de gerenciamento de médio e longo prazos.Nessas cinco décadas, muita gente trabalhou pelo Semasa e ajudou a escrever os capítulos que contam, agora, a nossa história. Muitos também foram as conquistas e os avanços, mas a continuidade desta trajetória ficou seriamente ameaçada. Por esta razão, não podemos ignorar a grandiosidade do que passou e fechar os olhos para tudo o que pode ser realizado hoje, porém, sempre vislumbrando os próximos 50 anos.

Com seriedade, transparência e comprometimento, conseguimos garantir que haverá bom futuro. Haverá um amanhã, um depois de amanhã e muitas outras manhãs ainda estão por vir. E não é apenas otimismo. É a consolidação de ações de gestão responsável que tiraram o Semasa de dívida impagável, que já superava a casa dos R$ 3 bilhões. Endividamento que impedia a instituição de se modernizar para manter crescimento sustentável e, sobretudo, oferecer serviços públicos com a qualidade e eficiência que a nossa gente merece e precisa.

Por isso, quero registrar os parabéns a todos os que trabalharam ao longo desses 50 anos, construindo o futuro da autarquia. E tenho convicção de que os próximos 50 anos serão evidenciados por gestão sólida, responsável, que levará o Semasa ao destaque que merece. Para mim, celebrar os 50 anos do Semasa é comemorar o seu futuro. É olhar para as décadas que virão com esperança e planejamento, sabendo que a instituição caminha, agora, mais madura, com as contas em dia e com seu potencial ampliado para que possa continuar a crescer e se desenvolver.

Tenho muito orgulho da história do Semasa. E tenho fé de que este novo modelo de gestão garantirá novos capítulos, ainda melhores e mais vitoriosos ao Semasa, que, agora fortalecido, trará ainda mais conquistas para a nossa gente e para Santo André.

Paulo Serra é prefeito de Santo André.

Juntos

‘Ali Barba’ e os 40 mil ladrões (Nas ruas, ontem) irão se juntar aos milhares de corruptos atuantes neste imenso laranjal chamado Brasil...

José Fernando A. Moura

São Bernardo

Coerência

Todos os governos populistas-esquerdista da América do Sul apoiam e veneram Cuba e Venezuela. Mas quando ‘dá ruim’ no seu país de origem, seus governantes jamais pedem asilo naqueles ‘paraísos’. Evo Morales apoiou Cuba e Venezuela durante todo o seu governo, mas na hora de fugir do seu país foi pedir asilo ao México (Política, ontem). Prova irrefutável que a maioria de esquerdista-comunistas na verdade forma esquerda caviar.

Claudio Juchem

Capital

Lula na Arena

Lula, para mostrar sua popularidade e que a esquerda está viva, vai percorrer o Brasil. Começou pelo Grande ABC, berço do sindicalismo, que sempre o apoiou, onde é venerado. A fim de não pairar dúvida quanto à sua popularidade, sugiro teste em ambiente cosmopolita, sem armação. Vá à Arena Itaquera domingo, dia 17, ver o Corinthians, seu time do coração, contra o Internacional, pelo Brasileirão, para confirmar ou não o seu carisma. Tomara que aceite o desafio.

Humberto Schuwartz Soares

Vila Velha (ES)

2ª instância

O placar de 6 a 5 foi infinitamente mais vergonhoso e nefasto para o Brasil do que aqueles 7 a 1. Ficaram de fora do benefício os praticantes de crimes violentos, os tais perigosos. Seis elementos do STF (Supremo Tribunal Federal) conseguiram enfiar goela abaixo do povo que corrupto não é perigoso. O corrupto, aquele que rouba dinheiro público, que usa o cargo público para obter vantagem indevida, é o pai de todos os crimes. O corrupto aceita dinheiro do lobista que quer se aproveitar do Estado. Vende sentença no Judiciário. Aceita dinheiro do narcotráfico, do contrabando, do sonegador e de tudo mais. É o pior de todos os criminosos. É traidor que, quando na oposição, promete reforma agrária e, no poder, promove Copa e Olimpíada para a Rede Globo e os empreiteiros – que ele tanto xingava – ganharem dinheiro. O traidor brigou contra a reforma da Previdência em 1998, mas, quando no poder, não acabou com o fator previdenciário. O traidor dizia que salário não é renda e que não podia ser tributado com IR (Imposto de Renda). Quando no poder, além de não acabar com o imposto sobre salário, sequer corrigiu a tabela do Imposto de Renda de acordo com a inflação. 

Donizete A. de Souza

Ribeirão Pires

Maldade explícita

Sempre que alguma autoridade relevante é diagnosticada com câncer, parte da imprensa faz estardalhaço danado, infeliz e contundente. Parece-me até com gostinho requintado de crueldade. Isso é mau e desnecessário serviço prestado ao cidadão enfermo, a seus familiares e ao povo, tão atribulado por tantas e profunda notícias negativas. Compaixão ainda que tardia. É isto que ajuda a família brasileira!

Renzo Sansoni

Capital

DPVAT e Bivar

A ideia é muito boa e merece aplauso! Porém, graças à imprensa, a mesma odiada por Jair Bolsonaro, descobre-se que o fim do seguro DPVAT e DPEM, a partir de 2020, tem um alvo: para se vingar do presidente do PSL, Luciano Bivar. Acontece que Bivar é controlador e presidente do conselho de administração da seguradora Excelsior. Essa empresa está credenciada pelo governo para pagar indenizações aos segurados, que somaram de janeiro a julho R$ 168 milhões. Está explicado! Como homem público, infelizmente, literalmente vingativo, desta vez Bolsonaro acertou na mosca da eficiência, ao dar fim à cobrança desses seguros, pagos anualmente pelos proprietários de veículos, porque era antro de fraudes, corroendo também o bolso do contribuinte. 

Paulo Panossian

São Carlos (SP)

As cartas para esta seção devem ser encaminhadas pelos Correios (Rua Catequese, 562, bairro Jardim, Santo André, CEP 09090-900) ou por e-mail (palavradoleitor@dgabc.com.br). Necessário que sejam indicados nome e endereço completos e telefone para contato. Não serão publicadas ofensas pessoais. Os assuntos devem versar sobre temas abordados pelo jornal. O Diário se reserva o direito de publicar somente trechos dos textos.

Comentários


Veja Também


Semasa forte para os próximos 50 anos

O Semasa completa 50 anos de olho no futuro, pautado nos 50 anos que ainda estão por vir. E chegar a esta importante marca histórica nos leva a retrospectiva emocionante, que denota a importância da autarquia, mas destaca, sobretudo, o processo de amadurecimento e desenvolvimento, para chegarmos ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar