Política

São Bernardo adota sistema facial de controle de ponto na saúde


Com o objetivo de combater fraudes, a Prefeitura de São Bernardo instituiu na rede pública o sistema de controle de ponto por reconhecimento facial em unidades de saúde da cidade.

O mecanismo exige que o servidor se apresente diante de uma câmera conectada a um computador ou a um tablet com o programa de frequência e digite uma senha para que seja efetivado o ingresso no trabalho. O sistema será aplicado para médicos, enfermeiros, auxiliares técnicos e demais colaboradores da área.

Segundo a administração do prefeito Orlando Morando (PSDB), o sistema é mais seguro do que a biometria – em outras cidades houve denúncias de que eram confeccionadas cópias de digital, feitas de silicone, para burlar o espelho de ponto e garantir a marcação de trabalho para quem faltava ao serviço.

O modelo foi adotado no dia 1º nas nove UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) 24 horas da cidade. Anteriormente, o HMU (Hospital Municipal Universitário), o HC (Hospital de Clínicas), o Hospital Anchieta e os prontos-socorros já contavam com a tecnologia. A intenção do Paço é a de que até o fim do ano todas as 34 UBSs (Unidades Básicas de Saúde) sejam integradas, incluindo profissionais vinculados à Secretaria de Saúde e à FUABC (Fundação do ABC) – somente na organização social são 4.420 colaboradores na cidade.

“Prezamos pela transparência e pela boa administração. Estamos implantando o que há de mais eficaz no mercado de recursos humanos, nos adequando ao que exige o Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado”, comentou o tucano. “É imune a qualquer tipo de fraude. Impossível outro trabalhador querer registrar a frequência para o colega. Há a garantia de que aquele colaborador que o cidadão de São Bernardo paga com os impostos está trabalhando”, emendou Morando, nas redes sociais.

O método demanda R$ 15 mil ao mês e foi testado durante um mês na rede pública. “Todo esse processo não demora mais do que 20 segundos. Outra vantagem do sistema é a confiabilidade e a segurança nos dados apresentados em relatórios gerados, uma vez que permite também a localização geográfica dos funcionários, confirmando que estão, de fato, na unidade de saúde conforme jornada contratada”, discorreu o chefe do Executivo.

Secretário de Saúde de São Bernardo, Geraldo Reple também enalteceu a medida. “Nosso objetivo é garantir que os trabalhadores cumpram suas jornadas, com o registro correto de suas atividades e horários. Isso garante também seus diretos e deveres. A população, por sua vez, passa a ter mais um instrumento a seu favor, da fiscalização dos serviços de saúde”, declarou.  

Comentários


Veja Também


São Bernardo adota sistema facial de controle de ponto na saúde

Com o objetivo de combater fraudes, a Prefeitura de São Bernardo instituiu na rede pública o sistema de controle de ponto por reconhecimento facial em unidades de saúde da cidade.

O mecanismo exige que o servidor se apresente diante de uma câmera conectada a um computador ou a um tablet c...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar