Memória

O adeus do economista e bombeiro honorário


O economista Francisco Cocci tem uma história de vida, pessoal e profissional, vivida em Santo André. Jovem, foi um dos pioneiros da Faculdade Municipal de Ciências Econômicas, da Fundação Santo André; aposentado, podia ser visto cotidianamente na cidade, caminhando pelas ruas centrais, visitando o clube Primeiro de Maio, participando das reuniões do Casa (Clube Amigos de Santo André). Um conselheiro, um amigo.

A história da municipalidade andreense deve a Francisco Cocci um reconhecimento. Foi o homem das finanças, o secretário da Fazenda dos prefeitos Newton Brandão e Antonio Pezzolo. E quando esta página Memória o procurou, várias vezes, para elucidação de dúvidas, Dr. Cocci não só as solucionava como adiantava informações a mais.

“A Prefeitura de Santo André trabalhava sempre com 60% do seu Orçamento para a execução de obras. Era uma meta estabelecida e se conseguia muitas coisas, sempre com recursos próprios. Não havia financiamento”, deixou gravado Francisco Cocci na entrevista que concedeu ao programa Memória na TV, do DGABC TV.

Naquela audição, ao lado do colega de faculdade Mituo Teramae, Cocci afirmou que aceitaria com o maior prazer voltar à Fundação Santo André para narrar a sua experiência de economista e subsidiar a instituição de elementos de construção da história.

UMA HONRARIA

Em 1975, Francisco Cocci recebeu um dos prêmios que mais o orgulhava: tornou-se bombeiro honorário de Santo André. A história foi aqui narrada e vale a pena ser lembrada.

O título envolve um militar importante na história do Grande ABC, Celestino Henrique Fernandes. Ainda como major, foi ele quem fundou o Corpo de Bombeiros em Santo André e tornou-se o primeiro comandante.

Pois bem, antes disto, major Celestino recorreu à Prefeitura. E levou Cocci até Campinas. Quis mostrar à autoridade a forma com que o município se relacionava e apoiava os bombeiros locais.

No retorno, Francisco Cocci foi sincero: “Comandante, nós vamos lhe fazer uma surpresa. Se em Campinas as coisas andam bem e levam dez, 15, 30 dias para que um ato seja praticado pelo poder público, em Santo André levamos muito menos, agimos com muito mais rapidez”.

A resposta do major Celestino foi um pedido de desculpas: “Pelo amor de Deus, o senhor me perdoe”.

E a companhia de bombeiros foi instalada em Santo André, tudo muito rapidamente. E a surpresa veio algum tempo depois. Cocci foi convidado a ir até Barro Branco, ao quartel-general da Polícia Militar do Estado de São Paulo. 

Imaginava que seria mais uma solenidade de rotina.

Ao chegar, espantou-se ao ver amigos seus. Lá estavam secretários municipais e assessores e até colegas do Conselho da Faculdade de Medicina da qual fazia parte.

A solenidade foi organizada para a outorga do título de bombeiro honorário, diploma que Francisco Cocci guardava com muito carinho e saudades do próprio comandante Celestino, que se tornou seu amigo. Era 2 de julho de 1975.

A PARTIDA

Francisco Cocci era viúvo de dona Ednea. Parte aos 84 anos. Deixa os filhos Mauricio e Flávio, as noras Ana Paula e Ana Lúcia e as netas Júlia e Gabriela. Está sendo velado no Velório do Cemitério da Saudade, em Santo André, e será sepultado hoje no Cemitério São José, em Ribeirão Pires.

Diário há 30 anos

Domingo, 12 de novembro de 1989 – ano 32, edição 7221

Manchete – Papa João Paulo II poderá dividir Diocese do ABC com criação da Diocese de São Bernardo; dom Claudio Hummes, bispo diocesano, afirma que tudo é boato

Eleições Presidenciais – Suplemento Especial traz informações sobre o pleito de 15 de novembro.

Em 12 de novembro de...

1919 – Inaugurada a Universidade Feminina Literária e Artística de São Paulo.

1959 – Willys Overland do Brasil lançava o automóvel Dauphine.

Via Anchieta estava tendo o seu piso de concreto substituído, em consequência do excesso de tráfego.

Hoje

Dia do Psicopedagogo

Dia do Supermercado

Dia Nacional de Prevenção de Arritmias Cardíacas e Morte Súbita 

Santos do Dia

Livino. Missionário.

Josafá Kuncewycz (1580-1623). Monge polonês lituano. É chamado de padroeiro do ecumenismo

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 12 de novembro:

Na Bahia, Alcobaça

No Paraná, Amaporã, Planaltina do Paraná e Realeza

No Rio de Janeiro, Armação dos Búzios

No Mato Grosso, Batayporã

Na Paraíba, Borborema

Em Goiás, Campo Alegre de Goiás, Cromínia e Mairipotaba

No Tocantins, Goiatins e Itacajá<TB>[08.ASSINA_PE]

Fonte: IBGE

Comentários


Veja Também


O adeus do economista e bombeiro honorário

O economista Francisco Cocci tem uma história de vida, pessoal e profissional, vivida em Santo André. Jovem, foi um dos pioneiros da Faculdade Municipal de Ciências Econômicas, da Fundação Santo André; aposentado, podia ser visto cotidianamente na cidade, caminhando pelas ruas centrais, visitando...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar