Esportes

Em reencontro com Diniz, Flu bate São Paulo no Morumbi e deixa zona da degola


O São Paulo foi surpreendido pelo Fluminense e perdeu por 2 a 0 na noite desta quinta-feira, no estádio do Morumbi, pela 31ª rodada do Brasileirão. Foi a primeira derrota em casa com o técnico Fernando Diniz, que completou dez jogos à frente da equipe (agora são cinco vitórias, dois empates e três derrotas). Brigando pelo G-4, o time paulista estacionou nos 52 pontos.

Já o time carioca voltou a vencer após cinco partidas de jejum. E, de quebra, deixou a zona do rebaixamento. Soma os mesmos 34 pontos do Cruzeiro, mas leva vantagem no número de vitórias. Ocupa, portanto, o 16º lugar, a primeira posição fora da zona da degola, empurrando o time mineiro novamente para a região inferior da tabela.

O confronto marcou o reencontro de Diniz com o Fluminense. O treinador foi demitido do clube carioca em agosto e contratado pelo São Paulo no fim de setembro. Os jogadores do Flu fizeram fila para abraçar Diniz antes do início da partida.

Hoje no comando da equipe do Rio de Janeiro, Marcão era auxiliar de Diniz. O treinador também gosta do estilo de jogo que valoriza a posse de bola, com as saídas sendo iniciadas pelos zagueiros. O meia Ganso, por exemplo, muitas vezes recuava para ajudar na construção dos lances.

"Parecidas", as equipes logo criaram chances nos primeiros minutos de jogo. Quem assustou mais foi o São Paulo, com chute colocado de Antony que passou perto do gol de Muriel. Os mandantes eram melhores na partida e rondavam a área adversária, mas sem conseguir levar perigo.

Melhor para o Fluminense, que marcou duas vezes em quase quatro minutos na parte final do primeiro tempo. Aos 36, Daniel cobrou falta e Digão subiu livre para mandar de cabeça e abrir o placar. Aos 39, Caio Henrique arrancou e enfiou boa bola para Marcos Paulo, que tocou na saída de Tiago Volpi e ampliou.

O placar de 2 a 0 fez o São Paulo ser vaiado pela torcida ao fim do primeiro tempo. E também fez o técnico Fernando Diniz realizar logo duas mudanças no intervalo: entraram Hernanes e Alexandre Pato nas vagas de Jucilei e Liziero.

Mais ofensivo, o São Paulo tentou pressionar em busca do gol e ficou mais exposto. O Fluminense se fechou e saía rapidamente nos contra-ataques. Reinaldo teve de fazer desarme preciso para evitar o que provavelmente seria o terceiro gol do Flu.

Mesmo com seus principais jogadores em campo juntos pela primeira vez (Juanfran, Daniel Alves, Hernanes, Pato e Pablo), o São Paulo sofreu para ameaçar o Fluminense. A equipe trocava passes até a intermediária, onde parava na marcação adversária.

O Fluminense, por sua vez, soube administrar e esfriar o jogo. Com passes improdutivos, a equipe "cozinhou" o rival e irritou os torcedores são-paulinos. Além das vaias, gritos de "muito respeito com a camisa tricolor", "estou cansado de time amarelão" e "time sem vergonha" foram cantados nas arquibancadas do Morumbi.

O cenário não mudou nos minutos finais. Apático, o São Paulo não mostrou forças para ao menos assustar. Já o Fluminense voltou a comemorar uma vitória após cinco jogos.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 0 x 2 FLUMINENSE

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Jucilei (Hernanes), Tchê Tchê e Liziero (Pato); Antony, Vitor Bueno (Juanfran) e Pablo. Técnico: Fernando Diniz.

FLUMINENSE - Muriel; Gilberto, Digão, Nino e Caio Henrique; Yuri, Allan, Daniel e Ganso (Nenê); Marcos Paulo (Evanilson) e Yony González (Pablo Dyego). Técnico: Marcão.

GOLS - Digão, aos 36 minutos do primeiro tempo. Marcos Paulo, aos 39 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Daniel Alves e Pato; Nenê.

ÁRBITRO - Daniel Nobre Bins (RS).

RENDA - R$ 504.461,00.

PÚBLICO - 17.650 torcedores.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Comentários


Veja Também


Em reencontro com Diniz, Flu bate São Paulo no Morumbi e deixa zona da degola

O São Paulo foi surpreendido pelo Fluminense e perdeu por 2 a 0 na noite desta quinta-feira, no estádio do Morumbi, pela 31ª rodada do Brasileirão. Foi a primeira derrota em casa com o técnico Fernando Diniz, que completou dez jogos à frente da equipe (agora são cinco vitórias, dois empates e trê...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar