Turismo

Japoneses celebram procura recorde por ingressos e alta rentabilidade


A Olimpíada de Tóquio ainda nem começou e os japoneses comemoram sucesso de rentabilidade do evento, que já atingiu patamares inéditos. A procura por ingressos e o recorde de patrocinadores dão aos organizadores a certeza absoluta de que já valeu a pena ter se candidatado para receber os jogos.

Só os japoneses já consumiram 3,2 milhões de ingressos na primeira fase de vendas – mais de 30 milhões de pessoas se candidataram para comprar. O fato surpreende porque tanto em Londres-2012 como no Rio-2016 os anfitriões decepcionaram e os comitês distribuíram bilhetes para que as provas menos concorridas não ficassem vazias. A expectativa é comercializar 7,8 milhões de bilhetes e lucrar US$ 800 milhões (cerca de R$ 3 bilhões), o que será um recorde histórico. Como comparação, no Rio-2016, o lucro com as entradas foi de R$ 1,2 bilhão.

Público gera patrocínio e isso está claro em Tóquio. Já são 64 apoiadores oficiais, que vão gerar US$ 3,1 bilhões (R$ 12,9 bilhões) em receitas, importante para cobrir o orçamento total, de R$ 46 bilhões, dos jogos.

Além da Olimpíada, Tóquio vai receber, de 25 de agosto a 6 de setembro, a Paraolímpiada, que vai ajudar a inflar a expectativa de turistas. São esperados mais de 4,5 milhões de visitantes apenas nos períodos de competições, segundo dados do Comitê Olímpico Internacional.

Com esses números, o Banco do Japão calcula que o retorno do evento chegue a US$ 300 bilhões (R$ 1,3 trilhão) até 2030, com incremento dado pela visibilidade e também pelo aumento no número de turistas – a expectativa é passar dos atuais 15 milhões para 60 milhões por ano.

DIVERSIDADE

Esta será a segunda vez que Tóquio recebe a Olimpíada – a primeira foi em 1964 –, e os organizadores escolheram como mote o respeito às diferenças, tema que deve basear a cerimônia de abertura. O logo, inspirado na padronização xadrez conhecida como ichimatsu moyo, traz três formas retangulares que representam os países e as mais variadas culturas.

Azul, a mascote, segue a cartela de cores e formas do emblema e foi nomeada de Miraitowa, formado pelas palavras japonesas mirai (futuro) e towa (eternidade), que representa o desejo de futuro cheio de esperança. Já a mascote da Paraolimpíada é a Someity, criatura inspirada nas tradicionais flores de cerejeira do Japão, de cor rosa.  

Comentários


Veja Também


Japoneses celebram procura recorde por ingressos e alta rentabilidade

A Olimpíada de Tóquio ainda nem começou e os japoneses comemoram sucesso de rentabilidade do evento, que já atingiu patamares inéditos. A procura por ingressos e o recorde de patrocinadores dão aos organizadores a certeza absoluta de que já valeu a pena ter se candidatado para receber os jogos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar