Política

Suzantur expõe ônibus de 2017 como 0km


A Suzantur, concessionária do transporte público em Mauá há cinco anos, expôs, na terça-feira, três ônibus da linha 2017/2018 como se fossem novos e zero-quilômetro. A apresentação dos veículos ocorreu durante cerimônia em que o prefeito Atila Jacomussi (PSB) entregou 53 coletivos para, em tese, renovar a frota.

O ato, promovido com pompas de festa no estacionamento do Paço mauaense, serviu para que Atila recebesse simbolicamente os novos veículos da Suzantur, ao lado do gerente operacional da firma, Robson de Jesus Francisco. Presidente da companhia, Claudinei Brogliato não compareceu.

Todos os coletivos foram estacionados em forma de fileira, na ordem numérica dos prefixos, e em volta do palanque montado para Atila e aliados políticos, além do diretor da Suzantur. No meio deles estavam três ônibus em destaque, modelos Mercedes-Benz/Marcopolo Torino, de placas GIS-9048, GIF-7119 e GAC-8438. Eles foram adesivados de amarelo, diferentemente do padrão vermelho usado pela concessionária, porque serão destinados a atender a cinco linhas expressas que passam por alguns dos bairros mais populosos da cidade, batizadas de Expresso Mauá.

Embora não estivessem identificados com a estampa de zero-quilômetro, como os veículos vermelhos, os três coletivos amarelos também foram tratados como novos. Tanto Atila quanto o representante da Suzantur se referiram a todos os ônibus enfileirados como novos.

A equipe do Diário checou as placas de alguns dos coletivos entregues por Atila. A maioria deles, de fato, é da linha 2019/2020. Em um desses adesivados como zero-quilômetro, de placa FCD-9735, de onde Atila quis conceder entrevista aos jornalistas ao lado da catraca, o hodômetro digital já marcava 467,4 quilômetros percorridos. “A cidade conta com a frota mais nova do País”, cravou Atila.

A compra dos veículos foi realizada por meio do Refrota, linha de crédito oferecida pela Caixa às concessionárias de transporte público no País. O valor do investimento, porém, foi informado de forma superficial – a Prefeitura de Mauá sequer divulgou o montante. Segundo o representante da Suzantur, os veículos custaram em torno de R$ 100 milhões.

OUTRO LADO
A Prefeitura de Mauá alegou que os três coletivos amarelos, com idade de dois anos, não faziam parte dos 53 ônibus novos. “Os 53 coletivos estavam identificados como novos por meio de adesivos, enquanto que nos outros três ônibus com a coloração amarela não havia nenhuma menção de que eram zero-quilômetro, visto que seus papéis na cerimônia eram representar o retorno do serviço Expresso Mauá. Portanto, não houve por parte da administração municipal e da Suzantur qualquer propaganda enganosa”, explicou o Paço.

A Suzantur não se manifestou sobre o caso. 

Comentários


Veja Também


Suzantur expõe ônibus de 2017 como 0km

A Suzantur, concessionária do transporte público em Mauá há cinco anos, expôs, na terça-feira, três ônibus da linha 2017/2018 como se fossem novos e zero-quilômetro. A apresentação dos veículos ocorreu durante cerimônia em que o prefeito Atila Jacomussi (PSB) entregou 53 coletivos para, em tese, ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar