Setecidades

Grande ABC registra primeira morte por sarampo


Atualizada às 20h55

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, na tarde de hoje (9), a primeira morte causada pelo sarampo no Grande ABC. A vítima era um homem de 53 anos, morador de Santo André e a causa do óbito foi confirmada nessa semana. Segundo a pasta, até ontem, a região já teve 642 casos confirmados laboratorialmente. Outros 188 foram diagnosticados por critério clínico-epidemiológico, mas ainda não foram confirmados por exames laboratoriais.

Os últimos óbitos em razão da doença na região foram em 1997, um bebê de 7 meses de Diadema e um homem de 22 anos de Mauá, ano em que o Estado registrou epidemia – 24 mil pessoas foram contaminadas e 23 morreram. Desde agosto, já são 12 mortes em decorrência de complicações pelo sarampo, incluindo três confirmadas nesta semana: uma bebê de dez meses, de Itapevi, sem vacina; a vítima de Santo André, e um menino de 1 ano, de Francisco Morato, ambos com condições de risco. São consideradas pessoas com condição de risco os portadores de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão e imunodeprimidos, que podem ficar mais vulneráveis à infecção e evolução com maior gravidade.

Leia a matéria completa na edição de amanhã do Diário do Grande ABC e no site www.dgabc.com.br

Comentários


Veja Também


Grande ABC registra primeira morte por sarampo

Atualizada às 20h55

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou, na tarde de hoje (9), a primeira morte causada pelo sarampo no Grande ABC. A vítima era um homem de 53 anos, morador de Santo André e a causa do óbito foi confirmada nessa semana. Segundo a pasta, até ontem, a região ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar