Política

Herdeiro da vaga de Ramon, Palhinha diz que deve ser neutro na Câmara


Roberto Palhinha (Avante), que herdará a cadeira de Ramon Ramos (PDT), morto no domingo, vítima de acidente de carro, disse que ainda conversará com o grupo político para saber qual postura vai adotar na Câmara de São Bernardo. Sua posse está marcada para quarta-feira (9), na sessão em que será realizada nova eleição para presidente do Legislativo. Ele afirmou que, por ora, será “neutro” com relação ao governo.

Parlamentar entre 2013 e 2016, Palhinha ficou na primeira suplência da coligação que elegeu somente Ramon. Depois do pleito, migrou para o grupo do deputado federal Alex Manente (Cidadania), enquanto o pedetista se tornou uma das principais figuras na gestão do prefeito Orlando Morando (PSDB) – Alex e Morando foram adversários no segundo turno da eleição de três anos atrás e seguem rivais políticos.

“Eu nunca vivi uma situação dessas. Eu tive, no ano passado, oportunidade de assumir interinamente o mandato por um afastamento pedido pelo Ramon e não quis. Vou ter de assumir desta vez, por questão legal, mas não estou nem um pouco confortável com essa situação. Eu preferiria que não fosse real”, discorreu o futuro vereador. Ele levou parte dos documentos para ser empossado à casa nesta segunda-feira e complementará a entrega nesta terça-feira.

Sobre o posicionamento político, Palhinha revelou que Morando o procurou para conversar e que, nesta terça-feira, tem reunião agendada com Alex. “Preciso ter calma e ver o que vou fazer. A princípio serei neutro, mas vou conversar com o Alex e ver o rumo que vou seguir. Isso (diálogo com Alex) não quer dizer que não estarei com o governo nem que estarei. Até porque preciso pensar no que é melhor politicamente para mim. Só que não dá nem para pensar por enquanto”, comentou Palhinha, que recebeu 2.614 votos em 2016.

O futuro vereador lembrou da amizade que tinha com Ramon e declarou que entrou em contato com a família para avisar que, se alguém precisar, abrirá vagas no gabinete para nomeações. “Ele sempre dizia que eu era o irmão que ele nunca teve. A gente viajava junto, era amigo mesmo. Estou super triste com o que aconteceu, sem acreditar. E não vou deixar a família dele desamparada.”

A posse de Palhinha provocará mudança na correlação de forças na Câmara de São Bernardo. Isso porque, com Ramon, o governo tinha 18 vereadores na base de sustentação, exatamente dois terços da casa, quórum exigido para votações de projetos mais polêmicos. Se Palhinha confirmar que ficará como independente, o bloco neutro mais a oposição somarão 11 vereadores.

Enquanto Ramon representava o Rudge Ramos e a Vila Vivaldi, Palhinha tem atuação nos bairros Vila Rosa e Independência. Ele é ligado ao Mesc, tradicional clube esportivo da cidade. Tem 53 anos e é pequeno empresário. 

Comentários


Veja Também


Herdeiro da vaga de Ramon, Palhinha diz que deve ser neutro na Câmara

Roberto Palhinha (Avante), que herdará a cadeira de Ramon Ramos (PDT), morto no domingo, vítima de acidente de carro, disse que ainda conversará com o grupo político para saber qual postura vai adotar na Câmara de São Bernardo. Sua posse está marcada para quarta-feira (9), na sessão em que será r...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar