Cena Política

A mão invisível em Rio Grande da Serra


As declarações do ex-prefeito Ramon Velásquez, de Rio Grande da Serra, se colocando como pré-candidato à Prefeitura local pelo PT, ainda reverberam no petismo municipal. Muitas são as teorias sobre as intenções do ex-chefe do Executivo. Isso porque Ramon estava distante das atividades partidárias, passou os últimos anos fora de Rio Grande (esteve nas prefeituras de Suzano e São Bernardo), quase deixou a legenda. Há quem diga que o ressurgimento do ex-prefeito tem digital do atual prefeito de Rio Grande, Gabriel Maranhão (Cidadania). Em entrevistas passadas, Ramon elogiou a gestão de Maranhão – questionou apenas as relações políticas costuradas –, fato que causou estranheza. Tem petista defendendo que Maranhão está plantando uma pré-candidatura de Ramon para enfraquecer o PT, dividir votos da oposição (o outro candidato potencial é o ex-vereador Claudinho da Geladeira, Podemos) e, assim, pavimentar a continuidade do grupo governista no comando da administração. 

Caminho aberto

 Outras declarações que geraram rebuliço no meio político do Grande ABC foram as do ex-superintendente do Instituto de Previdência de Santo André Miguel Heredia. Ex-tucano, ele se filiou ao Novo e, na despedida do PSDB, disparou contra a antiga casa. Observadores da política andreense acreditam que esse movimento – ataques ao PSDB mais filiação ao Novo – abre portas para que esse caminho seja percorrido por outros integrantes da administração do governo do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB). Inclusive, há quem aposte que o próprio chefe do Executivo poderia migrar. Paulo Serra tem negado a possibilidade e reafirma desejo de permanecer no PSDB.

Mudanças

 Aos poucos, a administração do prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), tem mudado a cara do Paço. Depois da inauguração do piscinão, no dia 20 de agosto, o governo decidiu retirar a tinta vermelha que tomava conta das paredes da sede do Poder Executivo municipal. Até mesmo a foto de Morando foi colocada na galeria de prefeitos de São Bernardo.

Aplausos

 O vereador Bodinho (PRP), de Mauá, apresentou moção de aplausos à secretária de Promoção Social, Silvia Prin Grecco, e ao seu filho Nickollas Grecco, vencedores do prêmio Fifa Fan Award, que condecorou a história deles. Nickollas é cego e autista e tem uma paixão: o Palmeiras. Vai ao Allianz Parque com a mãe, que narra os jogos do time para ele.

Frente parlamentar

 O deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), com domicílio eleitoral em São Bernardo, lança no dia 10 a Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas Desaparecidas no Estado de São Paulo. A atividade está marcada para as 14h, no auditório Franco Montoro, na Assembleia Legislativa.

Saída

 O busto de Henry Ford, que ficava na fábrica da montadora norte-americana no bairro do Taboão, em São Bernardo, foi retirado da área administrativa da empresa e vai para Taubaté, onde fica a outra planta da firma em São Paulo. A informação foi repassada por Rafael Marques, ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e funcionário da Ford. A montadora está de saída do Grande ABC e deve encerrar as atividades no próximo mês.

Cancelamento

 No sábado, esta coluna mostrou que o ex-vereador Edgar Nóbrega (PDT) decidiu entrar de cabeça na campanha do também ex-vereador Fabio Palacio (PSD) para Prefeitura de São Caetano. Iria, inclusive, organizar evento no fim de semana para mobilizar militantes em torno do projeto. Porém, de última hora, a atividade foi cancelada, ainda sem data para acontecer.

Comentários


Veja Também


A mão invisível em Rio Grande da Serra

As declarações do ex-prefeito Ramon Velásquez, de Rio Grande da Serra, se colocando como pré-candidato à Prefeitura local pelo PT, ainda reverberam no petismo municipal. Muitas são as teorias sobre as intenções do ex-chefe do Executivo. Isso porque Ramon estava distante das atividades partidárias...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar