Internacional

Afeganistão realiza eleições presidenciais em meio a ameaças do Talibã


Os eleitores do Afeganistão vão às urnas neste sábado, 28, para eleger seu novo presidente, em meio a fortes medidas de segurança e ameaças de violência dos integrantes do Talibã. O grupo advertiu à população que não votasse ou correria o risco de se ferir.

O temor e a frustração pela corrupção contínua que tem caracterizado os sucessivos governos são as principais preocupações dos 9,6 milhões de eleitores. O Afeganistão também se viu abalado por um pico de violência às vésperas da disputa, após o fracasso no diálogo entre o Talibã e os Estados Unidos para encerrar a guerra mais longa travada pelos americanos.

Um dos primeiros registros de violência veio do sul do país, antiga área do Talibã. Uma bomba feriu 15 pessoas em uma mesquita que abrigava um centro eleitoral, segundo um médico do principal hospital da cidade de Kandahar. Três dos feridos estavam em estado grave. Também houve registro de ataques esporádicos em outros pontos do país.

Os principais candidatos à presidência são o atual líder, Ashraf Ghani, e seu sócio no governo de unidade que comanda o país nos últimos cinco anos, o presidente executivo Abdullah Abdullah, que denunciou suposto abuso por parte do rival.

Comentários


Veja Também


Afeganistão realiza eleições presidenciais em meio a ameaças do Talibã

Os eleitores do Afeganistão vão às urnas neste sábado, 28, para eleger seu novo presidente, em meio a fortes medidas de segurança e ameaças de violência dos integrantes do Talibã. O grupo advertiu à população que não votasse ou correria o risco de se ferir.

O temor e a frustração pela ...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar