Cena Política

Alaíde Damo admite dificuldade em volta


Atila Jacomussi (PSB) tomou posse ontem, pela quarta vez, como prefeito de Mauá. Foi a terceira vez que assumiu vaga que estava ocupada por sua vice, Alaíde Damo (MDB). E aliados da emedebista, pelo menos desde a concessão liminar garantindo o retorno do socialista, consideravam pouco provável nova reviravolta na política da cidade até a eleição. Isso porque Atila já deu mostras de pacificação com a Câmara, evitando conflitos que levaram à sua cassação, em abril. Assim, em paz com o Legislativo, somente um outro desdobramento das operações da PF (Polícia Federal) poderiam gerar fatos novos no cenário. Já há quem projete que Atila terá tempo para reconstruir até mesmo uma candidatura à reeleição.

BASTIDORES

Movimentações
A indefinição sobre o vereador Eduardo Leite (PT) ser o prefeiturável do petismo de Santo André em 2020 irritou até mesmo pessoas próximas da parlamentar Bete Siraque (PT), que tem dito, nos bastidores, que retiraria a pré-candidatura ao Paço a favor de Eduardo. Lideranças ligadas a Bete dizem que passou da hora de a vereadora se colocar como prefeiturável diante do cenário. Se isso de fato acontecer, seu marido, o ex-deputado Vanderlei Siraque (PCdoB), seria candidato a vereador.

Celebração
Atila Jacomussi (PSB) acompanhou o julgamento de seu recurso no TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) do lado de fora do prédio. Estava nervoso com a iminência do retorno. Ao saber que iria regressar à cadeira de prefeito de Mauá, não se conteve. Correu pela calçada e ajoelhou, olhando para o céu. Neste momento, foi abraçado por moradores de rua que ficam em frente ao tribunal, na Praça da Sé, na Capital, que desejaram sorte na jornada.

Projeto
A Câmara de São Caetano derrubou o parecer inconstitucional aplicado ao projeto de lei de Adauto Reggiani (Patriota), suplente que ficou cerca de um mês como vereador. A proposta era instituir no calendário oficial da cidade celebração ao Dia das Mães e ao Dia dos Pais. Com a decisão, a proposta retorna às comissões da casa. 

Comentários


Veja Também


Alaíde Damo admite dificuldade em volta

Atila Jacomussi (PSB) tomou posse ontem, pela quarta vez, como prefeito de Mauá. Foi a terceira vez que assumiu vaga que estava ocupada por sua vice, Alaíde Damo (MDB). E aliados da emedebista, pelo menos desde a concessão liminar garantindo o retorno do socialista, consideravam pouco provável no...

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:
Voltar